Notícias » Ásia

Após banir primeiro filme de Borat, Cazaquistão usa bordão do personagem para atrair turistas

"Very Nice" aparece em peça publicitária. Confira o vídeo!

Fabio Previdelli Publicado em 26/10/2020, às 16h45

O personagem Borat
O personagem Borat - Divulgação/ Amazon Prime

Desde que estreou no último dia 23, sexta-feira, Borat 2: Fita de Cinema Seguinte vem causando inúmeras controversas. Entretanto, hoje, 26, podemos dizer que uma delas foi superada de um jeito bem inusitado.  

Se há 14 anos o primeiro filme de Sacha Baron Cohen não teve uma recepção muito positiva no Cazaquistão, com o lançamento do segundo, o país da Ásia Central decidiu entrar na brincadeira e adotou um dos slogans do personagem para atrair turistas.  

O famoso “Very Nice” (Muito Legal, em tradução livre), aparece em um vídeo de divulgação sobre as belezas naturais e culturais do país (confira abaixo).  

Após ser proibido no Cazaquistão, o que ocasionou com que uma campanha publicitária fosse feita para transformar a visão que o mundo passou a ter do país por conta do filme, o governo, com o passar do tempo, teve esse pensamento mudado e passou a entender que o personagem, de certa forma, “colocou o país no mapa”.  

Em um comunicado ao The New York Times,Cohen celebrou a cultura do Cazaquistão. “Isso é uma comédia, e o Cazaquistão do filme não tem nada a ver com o do mundo real. Escolhi o Cazaquistão porque era um lugar que quase ninguém nos EUA conhecia, o que nos permitiu criar um mundo selvagem, cômico e falso. O Cazaquistão real é um belo país com uma sociedade orgulhosa e moderna — o oposto da versão de Borat”.