Notícias » Rússia

Após envenenamento, Alexei Navalny anuncia que voltará para Rússia

O opositor — que acusa o presidente Vladimir Putin de tentar matá-lo — deve retornar ao país no domingo, 17

Redação Publicado em 13/01/2021, às 09h27

Navalny durante campanha em 2013
Navalny durante campanha em 2013 - Wikimedia Commons

De acordo com informações publicadas nesta quarta-feira, 13, pela agência de notícias AFP em uma reportagem publicada pelo G1, o opositor russo Alexei Navalny, de 44 anos, anunciou seu retorno para Rússia, após ser envenenado em agosto de 2020.

O homem — que atualmente se recupera na Alemanha —, afirmou que voltará ao seu país de origem no próximo domingo, 17, mesmo sofrendo ameaças de prisão. Sabe-se que Navalny acusa o presidente russoVladimir Putin por tentativa de assassinato, a Rússia, por sua vez, nega o ato.

Alexei acredita que o envenenamento tenha sido uma tentativa falha de matá-lo pela ameaça que ele representa nas eleições parlamentares, que irão acontecer em 2021. "Afirmo que Putin está por trás do ato, não vejo nenhuma outra explicação", afirmou Navalny em uma entrevista concedida em outubro para a revista alemã Der Spiegel, após sair do hospital.

Envenenamento

Em 20 de agosto do ano passado, Alexei Navalny passou mal durante um voo depois de ter tomado um chá antes de embarcar a caminho de Moscou. Inicialmente, ele ficou um período na Rússia — que negou que o opositor havia sido envenenado. Porém, a pedido da família, o homem foi transferido para Berlim, na Alemanha.

Através de exames, no mês de setembro de 2020, os alemães afirmaram que o opositor russo foi sim envenenado, tratava-se de uma substância do tipo Novichok, usada nos tempos soviéticos para fins militares.