Notícias » Arqueologia

Arqueólogos encontram mais antigo artefato artístico tridimensional da China

A minúscula estatueta de pássaro descoberta em uma escavação possui por volta de 13.500 anos

Isabela Barreiros Publicado em 12/06/2020, às 07h00

A estatueta de pássaro
A estatueta de pássaro - Francesco d'Errico

Durante escavações em um sítio arqueológico localizado na província de Henan, no centro da China, uma equipe de pesquisadores originados da China, Canadá, França, Israel e Noruega encontraram o que acreditam ser a mais antiga obra de arte tridimensional já encontrada no país. Segundo Li Zhanyang, autor do estudo e professor da Universidade de Shandong, ela foi descoberta no local paleolítico de Lingjing,

Tratava-se de uma minúscula estatueta que provavelmente representava um pássaro. Medindo 19,2 mm de comprimento, 5,1 mm de largura e 12,5 mm de altura, o antigo artefato possui um lado marrom escuro e o outro a cor de bronze. Como é possível perceber, ele é realmente muito pequeno, e, ao ser observado no microscópio, encantou os pesquisadores.

Crédito: Francesco d'Errico

 

O artista conseguiu utilizar técnicas importantes de retificação, polimento, raspagem e corte para esculpir um objeto minúsculo. Feito a partir do osso de um membro de um mamífero, ele foi aquecido e carbonizado, para gerar uma estatueta com uma cabeça curta, bico redondo e cauda longa.

“A primeira vez que olhamos para a estatueta sob o microscópio, não conseguimos acreditar em nossos olhos. Não apenas os vestígios de fabricação foram bem preservados. Eles indicaram claramente que o artista era extremamente hábil e capaz de adaptar técnicas diferentes para esculpir cada parte dessa pequena escultura ”, explicou o pesquisador da Universidade de Bordeaux, Francesco D'Errico.

Segundo Li Zhanyang, "esta é a única escultura no leste da Ásia que pode ser rastreada até o Pleistoceno Final. A descoberta marca o reconhecimento de uma tradição artística primitiva".