Notícias » Arqueologia

Artefatos revelam surto de varíola que ocorreu no Japão no século 8

Os itens têm uma intrigante relação cultural com a doença, que se espalhou na antiga capital de Heijokyo, no Período Nara, entre os anos de 710 a 784 d.C

Vanessa Centamori Publicado em 10/07/2020, às 09h37

Alguns dos artefatos encontrados no Japão
Alguns dos artefatos encontrados no Japão - Divulgação/Instituto Nacional de Pesquisa de Propriedades Culturais de Nara

Antigos pratos, talismãs e tábuas do século 8 revelaram a pesquisadores japoneses informações sobre um surto de varíola que ocorreu no Japão, durante o Período Nara, de 710 a 784 d.C. Eles descobriram que naquela época alguns utensílios eram menosprezados, como resultado das crenças locais perante àquela doença até então desconhecida.

Segundo informações do Instituto Nacional de Pesquisa de Propriedades Culturais de Nara, a varíola fez os japoneses adotarem novas práticas de estilo de vida. Com isso, mudou a relação deles com os objetos, em especial aqueles tocados por doentes. 

Os moradores locais acreditavam que a doença misteriosa era causada por demônios. Um modo de combate-la eles pensavam que seria usando tábuas de madeira com palavras e símbolos mágicos. 

Além disso, o arqueólogo Megumi Jinno afirmou em comunicado que a população do século 8 descartava os pratos e outros itens para evitar a transmissão da varíola. De acordo com a mídia local, The Asahi Shimbun, tal informação foi confirmada por meio dos artefatos, encontrados em um poço, que funcionava como depósito de lixo, perto das ruínas do Palácio Heijo.