Notícias » Europa

Batendo recorde, Rússia prende ao menos 5 mil manifestantes em um dia

Prisões foram feitas durante o último domingo, 6, em mais de 60 cidades russas

Paola Orlovas, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 07/03/2022, às 16h20

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Getty Images

Ao menos cinco mil protestantes, que se manifestavam contra a invasão da Ucrânia feita pelos russos, foram presos na Rússia durante o último domingo, 6, em 69 cidades diferentes. Os atos aconteceram sem a autorização do governo. A informação foi divulgada nesta segunda-feira, 7, pela ONG OVD-Info.

Em uma postagem feita no Twitter, o opositor do governo russoAlexei Navalny, pediu que os cidadãos do país se reunissem na praça principal de suas cidades para pedirem a paz na Ucrânia. Em Moscou, cerca de 2.300 pessoas foram presas e outras 1.253 foram detidas em São Petersburgo.

As ações, de acordo com a agência de notícias RFI, também teriam acontecido em dezenas de cidades de porte médio russas. Ativistas de diversos municípios compartilharam vídeos de prisões brutais, onde policiais usaram cassetetes e deram chutes em protestantes.

Veículos independentes, como o site Meduza, também compartilharam imagens dos protestos e da prisão, utilizando canais dentro do Telegram — que é usado para disseminar notícias sobre o conflito na Ucrânia desde o início da invasão russa.