Notícias » Brasil

Bolsonaro retruca tweet de Leonardo DiCaprio sobre votação

O político já trocou farpas com o ator anteriormente, mas surpreendeu por elogiá-lo

Redação Publicado em 30/04/2022, às 08h17

Montagem mostrando Leonardo DiCaprio (à esq) e Bolsonaro (à dir)
Montagem mostrando Leonardo DiCaprio (à esq) e Bolsonaro (à dir) - Getty Images

As eleições presidenciais do Brasil estão se aproximando e o renomado ator Leonardo DiCaprio fez uma publicação em sua conta do Twitter na última quinta-feira, 28, para lembrar os jovens brasileiros de tirarem seus títulos de eleitores. 

"Brasil é a casa da Amazônia e outros ecossistemas de importância crítica para a mudança climática. O que acontece lá afeta todos nós, e votação por parte dos jovens é a chave para impulsionar a mudança para um planeta saudável", escreveu o artista norte-americano, divulgando ainda o link de um site que ensina a tirar o título. 

Já na última sexta-feira, 29, o presidenteJair Bolsonaro respondeu à publicação de DiCaprio, com quem trocou farpas anteriormente a respeito das queimadas na Amazônia. O ator estadunidense, que é engajado na luta pela proteção do meio ambiente, criticou as ações do governo federal em mais de uma ocasião. 

"Obrigado pelo apoio, Leo! É muito importante ter todos os brasileiros votando nas próximas eleições. Nosso povo decidirá se quer manter nossa soberania na Amazônia ou ser governado por bandidos que servem a interesses especiais estrangeiros. Bom trabalho no 'O Regresso'", escreveu o presidente brasileiro. 

O político ainda emendou que DiCaprio teria usado uma fotografia desatualizada para falar dos incêndios na Amazônia em uma situação passada. 

"Aliás, a foto que você postou para falar sobre as queimadas na Amazônia em 2019 é de 2003. Tem gente querendo prender brasileiros que cometem esse tipo de erro aqui em nosso país. Mas sou contra essa ideia tirânica. Então eu te perdoo. Abraços do Brasil!", acrescentou Bolsonaro

A publicação do chefe de estado do Brasil recebeu uma reação positiva de seus apoiadores nos comentários. 

Atividade no Twitter

Mais cedo neste mês de abril, Bolsonaro também respondeu a tweets da cantora Anitta, ao que ela bloqueou o presidente. 

"A bandeira do Brasil e as cores da bandeira do Brasil pertencem aos brasileiros. Representam o Brasil em geral. Ninguém pode se apropriar do significado das cores da bandeira do nosso país", havia comentado a artista. 

Em tom de ironia, o político, cujos apoiadores costumam usar roupas em verde e amarelo, respondeu que concordava com ela. 

“Ah, garoto, vai catar o que fazer, vai (...) Meti logo um block pra esses administradores dele não ficarem usando minhas redes sociais pra ganhar buzz na internet”, revidou a artista, explicando sua decisão de bloqueá-lo, segundo repercutido pelo Correio Braziliense.