Notícias » Canadá

Canadá: Homem que não se vacinou é proibido de ver o filho

Justiça decidiu que visitas do pai que não se imunizou contra Covid-19 não seriam o ‘melhor’ para o menino de 12 anos

Penélope Coelho Publicado em 13/01/2022, às 14h00 - Atualizado às 14h01

Imagem meramente ilustrativa de vacinação no Canadá
Imagem meramente ilustrativa de vacinação no Canadá - Getty Images

Nesta quinta-feira, 13, a imprensa internacional divulgou a informação de que um julgamento na província de Quebec, Canadá, concluiu que um pai que não foi vacinado contra Covid-19, perdeu temporariamente o direito de ver seu filho.

O juiz responsável pelo caso decidiu que as visitas do pai ao menino de 12 anos, não seriam do “melhor interesse” para o menor de idade. Com isso, o responsável não poderá ver o filho até fevereiro, a menos que ele decida receber o imunizante.

De acordo com informações da BBC, o caso é o primeiro que tira o direito de acesso de um progenitor, por motivos de vacinação. Nas redes sociais, o cidadão não identificado fez posts contrários à vacina.

A mãe inicialmente se opôs ao pedido para estender o tempo de visitas e informou ao tribunal que o homem não estava imunizado contra o novo coronavírus.

Atualmente, o Quebec vive um aumento no número de casos e mortes causadas pela Covid-19, em decorrência da nova variante ômicron. A província está tomando providências a respeito da população que ainda não se vacinou, cerca de 10%.