Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Desmatamento

Carne brasileira ligada ao desmatamento pode estar chegando a supermercados britânicos

Relatório aponta possível relacionamento de varejistas britânicos com comerciantes que contribuem para o desmatamento do cerrado

Redação Publicado em 11/07/2022, às 10h35

Imagem ilustrativa do cerrado brasileiro - Adelano Lázaro via Wikimedia Commons
Imagem ilustrativa do cerrado brasileiro - Adelano Lázaro via Wikimedia Commons

Um relatório mostrou que supermercados e varejistas do Reino Unido podem estar comprando carne de comerciantes de soja que continuam tendo relacionamento com fornecedores do produto que contribuem para o desmatamento no Brasil.

Segundo uma investigação do grupo Mighty Earth, os fornecedores foram responsável pelo desmatamento de ao menos 27 mil hectares em dez fazendas na região do cerrado desde agosto de 2020.

A soja colhida nas regiões desmatadas do Brasil pode acabar nas cadeias de fornecimento de carne para os principais supermercados britânicos através de ração fornecida aos animais das fazendas.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, a situação continuaria acontecendo apesar de um acordo que estima que redes de supermercado encerrem relacionamentos com comerciantes de soja que comprem de empresas responsáveis pelo desmatamento.

“Depois de anos de esforços fracassados ​​para estimular as empresas de soja a romper os laços com fornecedores envolvidos no desmatamento, chegou a hora dos grandes supermercados cumprirem suas promessas e implantarem consequências comerciais significativas para o não cumprimento de suas promessas de zero desmatamento”, diz o relatório.

Destruição dos ecossistemas

“Os supermercados devem [...] estabelecer sistemas de monitoramento e rastreabilidade de soja eficazes, totalmente transparentes e entre ecossistemas para o Cerrado, Brasil e além”, destacou o documento.

“Embora esta análise se concentre principalmente na savana do Cerrado, uma série de outros relatórios mostram que os supermercados também enfrentam risco significativo de ligações à destruição do habitat nativo em outros ecossistemas que fornecem ração animal, incluindo o Pantanal brasileiro , a bacia amazônica boliviana e a Chiquitânia, A Mata Atlântica do Paraguai e o Gran Chaco da Argentina e do Paraguai”, acrescentou.