Notícias » Arqueologia

Centenas de artefatos são encontrados em local improvável do Egito

Lixão de 3,5 mil anos escondia uma série de relíquias dadas como oferendas pra a deusa Hator, divindade solar egípcia

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 24/11/2021, às 17h43

Imagem mostrando algumas das descobertas feitas no local
Imagem mostrando algumas das descobertas feitas no local - Divulgação/ M.Jawornicki

Nas proximidades de Luxor, cidade que fica no sul do Egito, arqueólogos descobriram centenas de relíquias milenares sob uma lixeira que obstruía a Capela da deusa Hator.

O entulho em si ocupava o local há 3,5 mil anos, de forma que, por anos, manteve soterradas as oferendas que haviam sido deixadas por devotos que queriam favores da entidade. 

Fotografia do lixão antigo / Crédito: Divulgação/ Patryk Chudzik/ Arquivo Pessoal

 

Hator é uma divindade solar vista como a contraparte de , o deus Sol. De acordo com as crenças dos antigos egípcios, ela era padroeira da música, da dança, do amor, da maternidade, das grávidas e da beleza.

O santuário dedicado a deusa que foi alvo da missão arqueológica, por sua vez, era parte de um complexo de câmaras conhecido como Templo de Hatshepsut. 

De acordo com o site The First News, após a remoção dos destroços, os especialistas descobriram pratos e tigelas com pinturas de tema vegetal, frascos de cerâmica e uma série de estatuetas representando a deusa egípcia.

Algumas possuíam forma humana, e outras eram esculpidas para se parecerem com vacas, que era o animal que simbolizava Hator na mitologia egípcia. 

Outro detalhe é que os especialistas foram capazes de encontrar até mesmo objetos pertencentes à Décima Oitava Dinastia do império egípcio, que era muito mais recente em comparação com a idade da construção do templo, que ocorreu no período de entre 1507 a.C e 1458 a.C. 

Estátuas encontradas no local / Crédito: Divulgação/ M.Jawornicki

 

Fragmento de túmulo encontrado no local / Crédito: Divulgação/ M.Jawornicki

 

Estátua encontrada no local / Crédito: Divulgação/ M.Jawornicki