Notícias » Escócia

Um círculo de pedra de 4 mil anos, foi, na verdade, criado por um fazendeiro nos anos 90

Localizado na Escócia, o monumento intrigava arqueólogos pela sua raridade. Porém, a descoberta não passava de uma farsa

Alana Sousa Publicado em 09/03/2020, às 14h00

Círculo de pedra localizado na Escócia
Círculo de pedra localizado na Escócia - Divulgação/Aberdeenshire Council

Um círculo de pedra com cerca de 4 mil anos havia sido encontrado dentro de uma fazenda no município de Leochel-Cushnie, na Escócia, há alguma semanas. A descoberta surpreendeu os arqueólogos pela raridade e preservação das rochas. No entanto, agora uma triste novidade envolvendo o achado mudou completamente a narrativa.

O monumento, que antes pensava-se ter pertencido a povos escoceses antigos, na verdade, foi construído pelo dono da propriedade na década de 1990. A revelação veio por meio do fazendeiro, que não teve sua identidade divulgada.

O homem afirmou que queria apenas criar uma réplica dos artefatos milenares e que não tinha intenção de enganar ninguém. Por isso mesmo que não manteve a farsa por muito tempo, após chegar ao conhecimento dos pesquisadores.

“É obviamente decepcionante descobrir esse novo fato, mas também adiciona um elemento interessante à sua história”, afirmou o arqueólogo Neil Ackerman, através de um comunicado. Para o cientista a maneira com que o fazendeiro conseguiu replicar o círculo de pedras com extrema precisão já é algo a ser admirado.

Apesar da inevitável frustração, Ackerman ainda apoia a ideia de apreciação mesmo que o monumento tenha apenas 30 anos. “Espero que as pedras continuem sendo usadas e apreciadas - embora não sejam antigas, ainda estão em uma localização fantástica e contribuem para uma ótima característica na paisagem”, finalizou.