Notícias » Mundo

Congregação de Madre Teresa é investigada por 'conversão forçada' na Índia

A averiguação foi iniciada após uma denúncia

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 14/12/2021, às 16h58

Fotografia de Madre Teresa de Calcutá
Fotografia de Madre Teresa de Calcutá - Getty Images

A polícia do estado de Gurajarate, na Índia, abriu uma investigação para apurar se ocorrem "conversões religiosas forçadas" dentro de um estabelecimento local administrado pelas Missionárias da Caridade, que são uma congregação religiosa fundada por Madre Teresa de Calcutá nos anos 50. 

A iniciativa ocorre em resposta a uma denúncia realizada por um membro do serviço de assistência social da região chamado Mayank Trivedi

De acordo com o homem, as integrantes da organização que cuidavam de uma unidade de Vadodara forçariam crianças a lerem a Bíblia e carregarem a cruz, ainda que não fossem católicas — Gurajarat possui maioria hindu

Trivedi deu uma entrevista à AFP em que revelou que ouviu relatos órgãos locais destinados à proteção de menores de idade. No estabelecimento localizado em Vadodara, teriam sido encontradas 13 Bíblias. 

Vale mencionar que as Missionárias da Caridade não devem "impor sua fé católica", de acordo com os ideais da congregação, porém não seria a primeira vez que a ordem religiosa seria envolvida em boatos de conversão forçada.