Notícias » Mundo

Dados da OMS: Quase 15 milhões de pessoas morreram de Covid-19

Número é cerca três vezes maior do que apontam dados oficiais; entenda!

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 05/05/2022, às 10h21

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa - Divulgação/ Pixabay/ neelam279

Um relatório publicado nesta quarta-feira, 5, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), traz números preocupantes em relação à pandemia de Covid-19: de acordo com a entidade, cerca de 9,5 milhões de mortes pelo vírus não foram reportadas entre 2020 e 2021. 

Até o momento, a quantidade de vítimas da pandemia ao redor do globo era calculada em 5,4 milhões, mas contando com a estimativa do levantamento, o total chega a 14,9 milhões, segundo repercutido pela BBC. 

Os óbitos relatados pela OMS contam também com mortes indiretas, por exemplo as daqueles pacientes que não conseguiram receber o devido tratamento devido à superlotação dos hospitais. 

É uma tragédia. É um número impressionante e é importante para nós honrar as vidas perdidas, e temos que responsabilizar os formuladores de políticas. Se não contarmos os mortos, perderemos a oportunidade de estar melhor preparados para a próxima vez", aponta Samira Asma, que esteve envolvida com o relatório. 

Vítimas não reportadas

Ainda de acordo com a OMS, os países que tiveram maior discrepância entre a quantidade de óbitos que vincularam à covid-19 em seus relatos oficiais e os dados estimados pela organização são Índia, Rússia, Estados Unidos, Brasil, Indonésia, México e Peru. 

Já no outro extremo da situação estão países como China, Austrália, Japão e Noruega, cujos números foram mais próximos de coincidir com aqueles apresentados pela entidade de saúde, ainda conforme a BBC. Para conferir o relatório da OMS na íntegra, clique aqui