Notícias » Brasil

Diretor da CIA disse que governo Bolsonaro não deveria questionar as eleições

A declaração foi dada em julho do ano passado, porém, somente agora foi divulgada

Redação Publicado em 05/05/2022, às 18h58

O presidente Jair Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro - Getty Images

Em meados do ano passado, mais especificamente no mês de julho, o diretor da Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos (CIA) disse a autoridades brasileiras que o presidente Jair Bolsonaro deveria parar de questionar o sistema eleitoral do país antes das eleições.

De acordo com a agência de notícias Reuters, que ouviu duas testemunhas, a fala de William Burns se deu durante uma reunião ocorrida em Brasília.

Uma terceira pessoa em Washington teria confirmado o ocorrido, destacando que uma delegação liderada por Burns havia dito a assessores de Bolsonaro que o chefe do Executivo deveria parar de minar a confiança do sistema eleitoral brasileiro. A fonte, contudo, não tinha certeza se foi o próprio diretor da CIA o autor da declaração. 

Mais importante membro do governo

Até hoje, o diretor da CIA foi a autoridade de maior escalão dos EUA a se reunir com o governo Bolsonaro desde que Joe Biden foi eleito, segundo a Reuters.

A visita se deu seis meses após a invasão ao Capitólio, incentivada por Donald Trump, que afirmou, sem provas, a ocorrência de fraude na eleição. Na época, Bolsonaro, defendeu o bilionário e chegou a fazer questionamentos similares em relação ao sistema eletrônico de votação do Brasil.