Notícias » Estados Unidos

Elizabeth Holmes é considerada culpada por fraude

Fundadora de empresa de biotecnologia e ex-promessa do Vale do Silício, fez fortuna ao enganar investidores; entenda

Redação Publicado em 04/01/2022, às 08h19

Elizabeth Holmes (ao centro)
Elizabeth Holmes (ao centro) - Getty Images

A fundadora de uma empresa de biotecnologia, Elizabeth Holmes, tida como uma grande promessa do Vale do Silício, foi considerada culpada de fraude na última segunda-feira, 3. O julmento se deu em um tribunal da Califórnia, nos EUA. 

De acordo com as autoridades, o júri passou uma semana analisando o caso e concluiu que Holmes de fato enganou investidores para que colocassem dinheiro em sua startup, a Theranos, de modo que tornou-se bilionária aos 30 anos.

A mulher prometia revolucionar a maneira de se realizar exames de sangue por meio de ferramentas mais rápidas e baratas do que as comumente utilizadas por laboratórios.

A executiva, no entanto, foi inocentada de outras acusações. Além disso, o comitê responsável pelo caso não conseguiu chegar a um acordo sobre várias das acusações, conforme informou a AFP.

"O veredicto de culpa neste caso reflete a culpabilidade de Holmes nesta fraude de investidores em larga escala e agora deve enfrentar a sentença por seus crimes", disse a promotora Stephanie Hinds por meio de comunicado lido por uma representante no tribunal.

De acordo com a agência de notícias, a acusada permanecerá em liberdade e, na próxima semana, deverá ser submetida a outra audiência que deverá determinar as condições de sua fiança. A data da audiência de sentença, porém, ainda não foi definida.