Notícias » Ucrânia

Em discurso no Parlamento Alemão, Zelensky cita Holocausto e Muro de Berlim

"Todos os anos os políticos dizem 'nunca mais'. Agora vejo que essas palavras são inúteis", disse o presidente ucraniano durante videoconferência

Redação Publicado em 17/03/2022, às 07h27

Zelensky, por videochamada, discursa no Parlamento Alemão
Zelensky, por videochamada, discursa no Parlamento Alemão - Getty Images

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, discursou no Parlamento Alemão nesta quinta-feira, 17, e citou o Holocausto ao falar sobre a invasão da Rússia ao seu país. Na ocasião, o chefe de Estado, fazendo referência ao Muro de Berlim, pediu que a Alemanha derrube o novo "muro" que vem sendo sendo construído na Europa contra a liberdade.

Na última quarta-feira, durante fala no Congresso dos EUA, o presidente pediu que os americanos se lembrassem dos atentados de 11 de setembro de 2001 e também de Pearl Harbor quando pensassem nos ataques russos à Ucrânia.

"Todos os anos os políticos dizem 'nunca mais'. Agora vejo que essas palavras são inúteis. Na Europa, um povo está sendo destruído", disse Zelensky, por videoconferência, a legisladores do Bundestag, o Parlamento Alemão.

Como apontou o portal de notícias UOL, a frase "nunca mais" está associada ao Holocausto e outros genocídios, no sentido de que tais atrocidades jamais deverão tornar a se repetir. 

"Não é um muro de Berlim, é um muro na Europa Central entre a liberdade e a escravidão e este muro está ficando maior a cada bomba lançada sobre a Ucrânia", prosseguiu.

"Querido Sr. chanceler [Olaf] Scholz, derrube este muro, dê à Alemanha o papel de liderança que merece", declarou o líder ucraniano, lembrando o histórico apelo feito pelo então presidente americano Ronald Reagan durante a Guerra Fria, em Berlim.