Notícias » Arqueologia

Estudo tenta decifrar registros de civilização da Idade do Bronze

O trabalho de decodificação ainda está em um estágio inicial, contudo, já é uma grande inovação em relação ao que se sabia antes

Ingredi Brunato Publicado em 07/10/2020, às 08h00

Tábua com escrita da civilização minoica registrada.
Tábua com escrita da civilização minoica registrada. - Wikimedia Commons

A escrita da antiga civilização minoica, que viveu entre os séculos 30 e 25 a.C na ilha de Creta, Grécia, finalmente começou a ser decodificada por cientistas italianos em um artigo publicado no Journal of Archaeological Science. 

O sistema de escrita dos minoicos, que foi nomeado de “Linear A”, é composto de linhas riscadas em tábuas de argila, sendo descoberto pelo arqueólogo Sir Arthur Evans no século 20. Apenas agora, contudo, podemos ter uma ideia do que essa civilização registrou nas tábuas de argila. 

Tábua de argila com inscrições da civilização minoica. Crédito: Wikimedia Commons

 

O que já se sabia anteriormente é que essa linguagem antiga possui 17 símbolos, e cada um deles representa uma fração. Após fazer comparações com os hieróglifos egípcios e os mesopotâmios, a equipe de pesquisadores foi então capaz de montar uma tabela que mostra a correspondência entre os símbolos minoicos e as frações simbolizadas por cada um, para então apontar qual letra é representada por qual fração. 

Embora os cientistas ainda não tenham terminado de decifrar a linguagem minoica, com esse início promissor eles acreditam que os avanços seguintes serão mais fáceis, e logo será possível ter uma compreensão maior dessa civilização grega.