Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Estados Unidos

EUA alertam para uma possível invasão russa ‘a qualquer momento’

O presidente Joe Biden conversou com outros líderes mundiais a respeito do conflito entre Rússia e Ucrânia

Penélope Coelho Publicado em 12/02/2022, às 07h13

Soldados russos na fronteira com a Ucrânia, em 2014 - Getty Images
Soldados russos na fronteira com a Ucrânia, em 2014 - Getty Images

Em conversa realizada por telefone, na última sexta-feira, 11, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, falou com os líderes mundiais da França, Alemanha, Polônia, Romênia, Reino Unido e Canadá; e também com os chefes da Otan e União Europeia, a respeito da crise entre a Rússia e a Ucrânia.

Sabe-se que atualmente a fronteira entre as duas nações acumula cerca de 100 mil soldados russos. A principal exigência do governo de Vladimir Putin é garantir que a Ucrânia não passe a aderir à Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte). A instituição em questão é uma aliança defensiva de 30 países, liderada pelos EUA.

De acordo com informações publicadas pelo portal de notícias g1, os líderes mundiais presentes na conversa prometeram sanções "rápidas e severas" caso Moscou invada a Ucrânia, o objetivo é impedir uma guerra na Europa.

Paralelamente a conversa de Biden, o conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, deu uma entrevista coletiva e alertou mais uma vez para a possibilidade de um ataque russo, que segundo ele pode começar a qualquer momento.

"Um ataque russo à Ucrânia pode começar a qualquer momento e provavelmente iniciará com um ataque aéreo", afirmou.