Notícias » Rússia

EUA apresentam à China sanções a serem aplicadas caso país apoie a Rússia

'Estamos nos comunicando direta e privadamente com a China sobre nossas preocupações', disse um alto funcionário do governo de Joe Biden

Redação Publicado em 15/03/2022, às 09h12

Os presidentes americano e chinês Joe Biden e Xi Jinping
Os presidentes americano e chinês Joe Biden e Xi Jinping - Getty Images

Um alto funcionário do governo de Joe Biden informou, na última segunda-feira, 14, que os EUA apresentaram previamente à China as possíveis sanções que o país asiático poderá sofrer caso apoie a Rússia na guerra contra a Ucrânia.

“Temos preocupações sobre o alinhamento da China com a Rússia neste momento, e o conselheiro de segurança nacional foi direto sobre essas preocupações e as potenciais implicações e consequências de certas ações”, disse o funcionário, citando uma conversa entre o conselheiro de segurança nacional dos EUA, Jake Sullivan, e o diplomata chinês, Yang Jiechi, durante encontro que se deu ontem, em Roma.

De acordo com a CNN, Sullivan explicou a Jiechi todas as medidas que deverão ser tomadas pelos EUA em conjunto com seus aliados na Europa e na Ásia, a fim de punir a Rússia pelos ataques à Ucrânia.

“Estamos nos comunicando direta e privadamente com a China sobre nossas preocupações sobre os tipos de apoio que outros países podem estar fornecendo à Rússia”, declarou o funcionário. Segundo ele, Sullivan e Yang também discutiram, na ocasião, sobre temas como o gerenciamento de crises e a Coreia do Norte.