Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Gypsy Rose

Ex-namorado de Gypsy Rose quebra silêncio: 'Consciente das minhas decisões'

Em entrevista inédita semanas após liberdade de Gypsy Rose, Nicholas Godejohn resolveu falar: "Não estou perdido no éter de tudo o que está acontecendo"

Fabio Previdelli

por Fabio Previdelli

fprevidelli_colab@caras.com.br

Publicado em 11/01/2024, às 12h27

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Gypsy e sua mãe Dee Dee em montagem com foto de Nicholas Godejohn - Arquivo Pessoal e Dpto. de Polícia do Missouri
Gypsy e sua mãe Dee Dee em montagem com foto de Nicholas Godejohn - Arquivo Pessoal e Dpto. de Polícia do Missouri

Desde que foi solta da prisão, em dezembro do ano passado, Gypsy Rose Blanchard tem dado diversas entrevistas e até mesmo fotografada ao lado de seu namorado, Ryan Anderson, no tapete vermelho da série sobre sua história que foi produzida pela Lifetime. 

+ A filha que matou a mãe após abusos: Documentário detalha o caso Gypsy Rose

Por outro lado, Nicholas Godejohn, seu ex-namorado — convencido a assassinar a mãe de Gypsy, Clauddine 'Dee Dee' Blanchard —, permaneceu em silêncio até então. Preso com pena perpétua, o sujeito, agora com 34 anos, respondeu uma entrevista ao NY Post na última quarta-feira, 10. 

"Quero que as pessoas saibam que não estou perdido no éter de tudo o que está acontecendo com quem não será nomeada, estou apenas sendo paciente para o meu verdadeiro momento de falar :-)", escreveu Godejohn, que atualmente está detido no Centro Correcional de Potosi em Mineral Point, no Missouri. 

A relação

Gypsy Blanchard conheceu Nicholas Godejohn em 2012, através de um site de namoro cristão. Três anos depois, Gypsy convenceu o sujeito a assassinar sua mãe, que durante anos a forçou fingir que tinha uma série de doenças. 

Quando o crime aconteceu, apontaram os promotores, Gypsy ficou escondida no banheiro enquanto seu namorado esfaqueava sua mãe. Agora em liberdade, Blanchard passou a ganhar os holofotes. 

Questionado pelo jornal sobre a 'fama' recente da ex-companheira e das aventuras que os dois tiveram, ele se limitou a dizer: "Devo ser consciente das minhas decisões". 

Muitas dessas perguntas serão respondidas em uma entrevista previsível no momento certo, o que não é agora :-)", prosseguiu. 

Segundo o veículo, a mensagem de Godejohn foi em tom educado e infantil, visto que ao longo das 109 palavras escritas pelo sujeito, várias delas continham emojis de rostos felizes ao fim de cada sentença. 

"Mantenha-se positivo, saudável e seguro, Sr. Vago :-)", cumprimentou o repórter do NY Post, Steven Vago, que lhe contactou por e-mail. "Verdades sincera, Nicholas ‘Sr. Smiley’ [sr. risonho em tradução livre] Godejohn".

Por fim, vale ressaltar, no novo documentário Lifetime, 'The Prison Confessions of Gypsy Rose Blanchard', Gypsy acusou Godejohn de estuprá-la depois que ele matou a mãe dela. "Como não o deixei estuprar minha mãe, tive que concordar em deixá-lo me estuprar".

+ Mentiras e assassinato: Relembre a saga brutal de Dee Dee e Gypsy Rose

"Depois que Nick matou minha mãe, ele me disse para entrar no meu quarto e tirar todos os bichinhos de pelúcia que estavam na minha cama. Eu sabia que ele iria fazer sexo comigo", alegou ela. Nicholas não se manifestou sobre o assunto.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!