Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Desaparecimento

Família de brasileiro que desapareceu na Suíça busca informações

Márcio Rodrigues da Silva, de 44 anos, chegou na Suíça no último dia 8, e após isso, desapareceu

Redação Publicado em 21/11/2023, às 17h54

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Márcio Rodrigues da Silva, de 44 anos - Reprodução/Arquivo Pessoal
Márcio Rodrigues da Silva, de 44 anos - Reprodução/Arquivo Pessoal

O empresário brasileiro Márcio Rodrigues da Silva, de 44 anos, que viajou para a Suíça para entregar documentos referentes a um investimento virtual, continua desaparecido após dias de buscas das autoridades do país europeu. Uma investigação, conforme a polícia, foi aberta para apurar os detalhes. 

Ao chegar no último dia 8 em Zurique, o brasileiro encaminhou uma mensagem de voz para a mulher, Ana Lúcia Cera. Em seguida, ele desapareceu, e não se encontra preso em nenhum país, e nem deu entrada em hospitais ou necrotérios da Europa, informam os familiares.

Segundo repercutiu o jornal O Globo, com informações da TV Tem, ele ainda mandou fotos e vídeos do aeroporto de Zurique para sua esposa. Em entrevista para a TV, ela comenta que Rodrigues trabalha no ramo de produtos terapêuticos, e que a entrega dos documentos na Suíça deveria ser feita pessoalmente, para membros da suposta empresa de investimentos.

Além disso, quando Márcio se encontrou com as pessoas, ele comentou com a companheira que achava que havia caído em um golpe. Na ocasião, ele enviou um áudio:

Seja o que Deus quiser, tá bom? Eu acho que nós caímos em uma cilada, tá bom? Muito grande. Eu vou torcer para que Deus me mantenha vivo. Eu vou falar uma coisa, amor, de coração: se acontecer alguma coisa comigo, saiba que te amo muito”

Outros detalhes 

Após o áudio enviado para sua esposa, Ana Lúcia Cera, Márcio Rodrigues da Silva, de 44 anos, não respondeu mais às mensagens. Ela diz ter registrado ocorrência, e que se encontra em contato com a Interpol.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!