Notícias » Brasil

Filho de Bruno Covas fala sobre o último dia com o pai: "Falamos para ele ir tranquilo"

O prefeito de São Paulo faleceu no dia 16 deste mês em decorrência de um câncer

Giovanna Gomes, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 24/05/2021, às 09h58

Bruno Covas e seu filho Tomás
Bruno Covas e seu filho Tomás - Getty Images

Tomás, filho do ex-prefeito de São Paulo, Bruno Covas, afirmou ao Fantástico que ficou ao lado do pai no dia de sua morte, em 16 de maio. Na entrevista, que foi ao ar no último domingo, 23, o adolescente de 15 anos declarou: "Ele esperou eu aceitar e conversar com ele sobre isso para ir tranquilo".

O político Bruno Covas, que estava internado no hospital Sírio-Libanês, passava por um tratamento contra um câncer, mas, infelizmente, acabou vindo a óbito.

"Tive a sensação de que ele esperou eu aceitar, conversar com ele sobre isso, para ele ir tranquilo. A gente ficou do lado dele, abraçou ele e falou para ele descansar", declarou o filho do prefeito, conforme informou o UOL.

Tomás ainda negou na entrevista a afirmação de Bruno estava abatido e chorando na última semana de vida. "O clima do hospital era completamente diferente. Ele foi muito guerreiro, batalhou muito. A gente sentia a vontade que ele tinha, o sorriso no rosto do dia a dia."

Tomás ainda disse que só viu o pai chorar uma vez. "Estava só eu e ele no quarto. Foi quando ele teve que se licenciar [da prefeitura]. Eu falei que ia dar tudo certo, que a gente ia vencer."

O jovem ainda contou como foi sua última conversa com o pai: "Fui a última pessoa que conversou com ele consciente. Não fazia a menor ideia de que seria a última conversa. Foi breve. 'Boa sorte na prova'." Depois disso, o quadro de Bruno Covas acabou piorando de modo que ele teve de ser sedado.