Notícias » Brasil

Fingia mal-estar: Homem preso por tentar dar calote em bar é detido novamente

Ruan Pamponet Costa foi preso após tentar fugir de conta de R$6 mi

Fabio Previdelli Publicado em 23/04/2022, às 10h17

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Pixabay

Nesta semana, a equipe do site do Aventuras na História repercutiu o caso do homem que fingiu um mal-estar para evitar pagar uma conta de 6 mil reais que havia feito em um bar de Goiânia, capital de Goiás.

Na ocasião, Ruan Pamponet Costa, de 42 anos, acabou sendo preso em flagrante. Ele foi liberado dois dias depois, após uma juíza impor a condição de que o golpista não frequentasse mais bares, prostíbulos ou outros locais de má fama para evitar que novos calotes fossem aplicados. 

Mas a determinação não adiantou. Segundo o G1, Ruan voltou a ser preso na última quinta-feira, 21, após ser acusado de tentar aplicar um golpe semelhante em um restaurante em Palmas, no Tocantins. 

De acordo com representantes do Bar e Restaurante Dona Maria Beach, o sujeito havia gastado mais de R$5,2 mil naquela noite e fingiu passar mal para não arcar com os custos de sua comanda.

Como da outra vez, Ruan não estava sozinho. Mas, desconfiados de que o golpista não pagaria a conta, os atendentes do bar pediram para que ele pagasse parte da conta para continuar servindo a mesa. Foi então que ele simulou passar mal. 

Novamente a polícia foi acionada e Pamponet Costa foi levado preso. “O Dona Maria Beach lamenta ter sido mais uma vítima da ação do estelionatário e confia que a Justiça será feita para impedir que os golpes, que ocorrem desde 2014, continuem ocorrendo”, declarou a assessoria do restaurante em nota. 

Golpes recorrentes

Essas duas ocorrências, entretanto, não são as únicas na ficha de Ruan Pamponet Costa. Conforme repercutido pelo Catraca Livre, o homem já é acusado de aplicar o mesmo golpe em diversos outros estados, como São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Pernambuco. O portal JusBrasil aponta que há 41 processos em seu nome.