Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Paleontologia

Fóssil que se pensava ser de T-Rex revela nova espécie de tiranossauro

Descoberto na década de 1980, pensava-se que fóssil pertencia a famoso Tyrannosaurus rex — porém, um estudo recente revelou que ele era de espécie próxima

Éric Moreira Publicado em 13/01/2024, às 11h31

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Ilustração de como seria o Tyrannosaurus mcraeensis, espécie próxima ao Tyrannosaurus rex - Divulgação/Sergei Krasinski
Ilustração de como seria o Tyrannosaurus mcraeensis, espécie próxima ao Tyrannosaurus rex - Divulgação/Sergei Krasinski

Um novo estudo analisou um fóssil de dinossauro descoberto na década de 1980 que se pensava se tratar de um Tyrannosaurus rex, o famoso e lendário predador pré-histórico. No entanto, o que os pesquisadores descobriram é que o fóssil em questão era, na verdade, de uma nova espécie de tiranossauro que viveu no sul de onde hoje é a América do Norte: o Tyrannosaurus mcraeensis.

Conforme afirma o estudo, a nova espécie pode ser considerada a espécie de dinossauro mais próxima do tiranossauro rex já conhecido. A nova pesquisa foi publicada na última quinta-feira, 11, na revista Scientific Reports.

+ O detalhe sobre o Tiranossauro Rex que Jurassic Park errou

De acordo com a Revista Galileu, a identificação do animal foi feita a partir de um crânio parcial fossilizado. Ele foi encontado originalmente na década de 1980 na Formação Hall Lake, no estado norte-americano de Novo México. Atualmente, a caixa craniana pode ser vista no Museu de História Natural e Ciência do Novo México (NMMNHS).

Recorte de imagem da mandíbula do Tyrannosaurus mcraeensis, localizada no Museu de História Natural e Ciência do Novo México / Crédito: Divulgação/Nick Longrich

Segundo Spencer Lucas, um dos autores do artigo e curador de paleontologia no museu, em entrevista ao IFLScience, "o crânio/mandíbula foi originalmente descrito e atribuído ao T-Rex em 1986." Porém, desde então, muitas novas descobertas foram feitas acerca do poderoso predador, o que permitiu apontar que a antiga descoberta não se tratava realmente de um tiranossauro rex.

Diferenças na espécie

Embora o Tyrannosaurus rex e o Tyrannosaurus mcraeensis sejam bastante semelhantes, sendo inclusive comparados no tamanho (ambos chegavam a até 12 metros de comprimento, desde a cabeça até a cauda), algumas mudanças sutis na forma e articulação entre os ossos possibilitaram identificar a nova espécie, afirmam os pesquisadores em comunicado.

Spencer Lucas cita, por exemplo, que as mandíbulas da nova espécie são mais longas e rasas que as do tiranossauro rex comum, o que sugere que ela "provavelmente tinha menos força de mordida do que um T-Rex". Sem mencionar que o Tyrannosaurus mcraeensis viveu entre 71 e 73 milhões de anos atrás, ou seja, aproximadamente 6 ou 7 milhões de anos antes mesmo de o Tyrannosaurus rex surgir. Ainda assim, a alimentação de ambos era baseada em carne.

Além disso, o artigo também sugere que os tiranossauros podem ter evoluído na região sul de um antigo continente insular chamado Laramidia. Uma grande ilha, ele teria existido entre 100 e 66 milhões de anos atrás, e se estendia pela área entre onde hoje existem o Alasca e o México.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!