Notícias » Estados Unidos

Homem propõe luta de espadas durante processo de divórcio

Durante o caso, que aconteceu nos Estados Unidos, o marido estava cansado de perder judicialmente para sua ex-mulher e o advogado

Caio Tortamano Publicado em 15/01/2020, às 14h25

Imagem meramente ilustrativa de uma luta de espadas
Imagem meramente ilustrativa de uma luta de espadas - Getty Images

Um pedido à Justiça americana chamou atenção dos tabloides locais do Kansas, nos Estados Unidos. David Ostrom, de 40 anos, solicitou durante julgamento um combate de espadas com o advogado da ex-mulher, em disputas relativas à separação do casal.

De acordo com Ostrom, a resolução por combate não é ilegal - nunca foi explicitamente proibida ou banida do país. Além disso, outro pedido curioso chegou aos ouvidos dos juízes: David queria ter 12 semanas como prazo para treinar o manuseio das espadas samurais.

Optando por lutar por seus direitos após a separação, o ex-marido acredita que o advogado de sua antiga parceira, Matthew Hudson, poderia ser o adversário dele na possível batalha. O representante da mulher pediu à Justiça que a solitação seja negada, uma vez que o confronto poderia resultar em morte.

O antigo casal disputa pela divisão de bens, compartilhadas durante o casamento e outras questões específicas. O juiz do caso, Craig Dreismeier, não quer tomar nenhuma decisão até que a defesa ambos os lados seja refeita e as supostas irregularidades corrigidas.