Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Mundo

Justiça do México bane touradas em maior arena do mundo

Decisão foi baseada em acusações de maus-tratos a animais

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 14/06/2022, às 13h17

Imagem meramente ilustrativa - Pixabay
Imagem meramente ilustrativa - Pixabay

A Monumental Praça dos Touros, localizada na Cidade do México, que é o maior espaço do mundo dedicado à realização de touradas, teve suas atividades paralisadas por ordem judicial na última sexta-feira, 10.

A decisão, feita pela Justiça Federal do México, tem como base alegações de maus-tratos contra os animais montados, que seriam submetidos a situações de sofrimento desnecessário, e, por vezes, acabavam mortos como consequência dos espetáculos.

A sociedade está interessada em respeitar a integridade física e emocional de todos os animais porque são seres vivos que compõem os ecossistemas e, portanto, contribuem com serviços ambientais essenciais ao ser humano", afirmou o juiz Jonathan Bass, que esteve envolvido na ordem judicial, segundo repercutido pelo El País. 

Um detalhe de relevância é que a proibição das touradas ainda não é definitiva e pode ser revogada caso a Tauro Plaza México, empresa responsável por administrar a Monumental Praça dos Touros, conteste a decisão junto à Justiça e seja capaz de alcançar uma vitória em tribunal. 

Tradição ou crueldade?

As touradas, uma prática tradicional nascida na Espanha da Idade Média e espalhada para diversos países, é há anos alvo de discussões internacionais a respeito dos limites entre esporte e maus-tratos a animais. 

De acordo com dados da Peta, por exemplo, uma organização não governamental de defesa dos direitos animais, todos os anos 40 mil touros através da Europa perdem suas vidas de forma violenta durante esses eventos.