Notícias » África

Mais de 100 golfinhos são encontrados mortos misteriosamente em praia de Moçambique

De acordo com investigação do Ministério da Pesca, os óbitos podem ter sido causados por um fenômeno raro

Wallacy Ferrari Publicado em 24/02/2021, às 14h48

Centenas de golfinhos espalhados pela costa de Moçambique
Centenas de golfinhos espalhados pela costa de Moçambique - Divulgação / Twitter / O País

O arquipélago do Bazaturo, no sul de Moçambique, acordou com uma cena bizarra ao longe de sua costa na manhã de ontem, 23, após autoridades moçambicanas confirmarem a descoberta de 111 carcaças de golfinhos mortos em uma praia, como informou o jornal português Correio da Manhã.

O comunicado estimando o número de mortes foi feito pela Administração Nacional das Áreas de Conservação (ANAC), sendo todos da espécie Stenella Longirostris.

Um dos fatos mais bizarros aponta que não há ferimentos visíveis a olho nu que pudessem indicar a causa das dezenas de mortes, obrigando o recolhimento de amostras para análises.

O jornal britânico BBC consultou o correspondente Yasine Mohabuth, que esteve em Porto Luís, capital das Ilhas Maurício, no final de 2020, e afirmou que uma investigação do Ministério da Pesca local atribuiu as mortes a um fenômeno conhecido como barotrauma.

O barotrauma é responsável por mudar a pressão dos animais marinhos de maneira abrupta por fatores climáticos, como erupções, terremotos subaquáticos e até uso de sonar militar.

Com isso, a possibilidade de atingir todos os bichos presentes no habitat é grande, com os maiores sendo levados para a costa com as ondas.