Notícias » América Latina

Martín Vizcarra, presidente do Peru, sofre impeachment e aceita derrota

Vizcarra foi acusado de corrupção e passou por uma votação no Congresso que o tirou do poder

Giovanna de Matteo Publicado em 10/11/2020, às 09h51

Martín Vizcarra é afastado da presidência do Peru
Martín Vizcarra é afastado da presidência do Peru - Wikimedia Commons

Nesta segunda-feira, 9, o Congresso do Peru aprovou por meio de votação o impeachment do presidente do país, Martín Vizcarra.

O então presidente foi destituído do cargo depois de uma acusação de corrupção. Acredita-se que quando Vizcarra ainda era governador, teria aceitado subornos de empresas que haviam sido contratadas para obras públicas. Ele, no entanto, nega as acusações.

A votação recebeu 105 votos a favor do seu afastamento, 19 contra e quatro abstenções. Ele afirmou que respeitaria a decisão sem tomar nenhuma ação legal e deixaria o palácio presidencial pacificamente. 

Segundo o site do Congresso Nacional Peruano, o presidente foi declarado com "permanente incapacidade moral" de governar. Dado as circunstâncias, o chefe do Congresso, Manuel Merino, do partido Ação Popular, vai assumir a presidência nesta terça-feira, 10, e deverá ficar com o cargo até o final de julho de 2021.

Novas eleições estão previstas para 11 de abril.