Notícias » Polônia

Menino afegão abrigado na Polônia morre após ingerir cogumelos venenosos

Após o Talibã assumir o poder, a Polônia passou a abrigar mais de mil afegãos

Penélope Coelho Publicado em 03/09/2021, às 07h25

Imagem ilustrativa de pessoas deixando o Afeganistão
Imagem ilustrativa de pessoas deixando o Afeganistão - Getty Images

Na última quinta-feira, 2, a BBC noticiou a morte de um menino afegão de cinco anos de idade. A criança foi abrigada na Polônia após o grupo extremista Talibã tomar o poder. A causa do óbito vem chamando a atenção, de acordo com autoridades polonesas, o garotinho faleceu após comer cogumelos venenosos.

Segundo revelado na reportagem, o irmão da vítima — de seis anos de idade — também ingeriu os cogumelos. Mas, nesse caso os médicos conseguiram realizar um transplante de fígado. O estado do menino ainda é grave.

De acordo com o Dr. Marek Migdal, responsável pelo cuidado dos irmãos, o menino que faleceu sofreu danos cerebrais irreversíveis, por isso, não tinha condições de realizar um transplante. O doutor informa que os meninos só foram encaminhados para o hospital um dia depois de consumirem os cogumelos.

Sabe-se que mais de mil afegãos que haviam trabalhado com as forças da Otan, foram enviados para se abrigarem na Polônia, após o Talibã retomar o poder no Afeganistão. Os meninos chegaram em solo polonês com sua família no dia 23 de agosto, eles estavam em um centro de refugiados na Varsóvia.

Acredita-se que os cogumelos teriam sido colhidos em uma floresta por uma família afegã, que teria feito uma sopa com a substância. As autoridades polonesas negam que os refugiados tenham buscado alimento fora por não receberem comida o suficiente. O caso segue em investigação.