Notícias » Estados Unidos

Menino de 9 anos morre após salvar mãe em tiroteio nos EUA: "Ele tomou as balas por ela"

Matthew Farias protegeu sua mãe com a própria a vida durante um tiroteio em massa na Califórnia

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 06/04/2021, às 13h48

Imagem meramente ilustrativa de um urso de pelúcia
Imagem meramente ilustrativa de um urso de pelúcia - Divulgação/Pixabay

Na última quarta-feira, 31, um tiroteio em massa ocorrido em um complexo de escritórios no estado norte-americano da Califórnia tirou a vida de um menino de apenas 9 anos, que faleceu protegendo a mãe dos atiradores. O caso foi repercutido pelo UOL. 

O garoto, chamado Matthew Farias, não foi a única vítima. No total, quatro pessoas morreram, e duas ficaram feridas. Um dos falecidos, inclusive, foi a meia-irmã de 28 anos da criança, chamada Genevieve Raygoza

A mãe de Matthew também acabou ficando ferida durante o ataque, mas o sacrifício do filho fez com que nenhum desses ferimentos fosse fatal. “Ele levou as balas por ela. Meu anjo, ele salvou sua mãe da morte”, comentou o pai do menino, chamado Rafael Farias, em entrevista ao site USA Today. 

O suspeito de ter perpetrado o crime é um homem de 44 anos chamado Aminadab Gaxiola Gonzalez, que também foi baleado durante o episódio — embora seja incerto se os disparos que o atingiram foram dos policiais que chegaram ao local, ou dele mesmo, que teria mirado em si mesmo depois de fazer suas vítimas —, e está hospitalizado. 

Caso seja considerável culpado, é possível ainda que Aminadab receba pena de morte, ainda de acordo com o que foi repercutido pelo UOL.