Notícias América Pré-Colombiana

Arqueólogos descobrem 50 novas figuras no deserto de Nazca

Invisíveis a olho nu, algumas são parte das famosas Linhas de Nazca, mas outras são ainda mais antigas

terça 10 abril, 2018
Visão de uma das linhas mais famosas
Visão de uma das linhas mais famosas Foto:Shutterstock

As Linhas de Nazca são um dos pontos favoritos da Terra para os que acreditam numa ajudinha vinda do espaço. Para que um povo teria desenhado figuras tão elaboradas, que não podem ser vistas do chão? E como? São mistérios nem tão misteriosos assim: os desenhos podem ser vistos das colinas no entorno. E foram feitas com a ajuda de cordas e estacas. Como com as pirâmides, é um caso de as pessoas não darem o devido crédito à capacidade dos ancestrais. 

Usando drones e escaneamento em 3D, arqueólogos peruanos descobriram mais de 50 novos geoglifos há muito ocultos pelas areias no deserto de Nazca. Elas estão localizadas nas colinas da província de Palpa, na região costeira de Ica, no sul do Peru.

Veja mais

Os especialistas acreditam que alguns dos desenhos encontrados foram criados pela mais famosa civilização Nazca, que viveu entre os anos 200 e 700. Mas outros deles provavelmente são anteriores, feitos entre 500 a.C. e 200, pelos povos Paracas e Topará, mais antigos e menos conhecidos. 

Diferente das famosas linhas de Nazca, que formam traços simples, formas geométricas ou animais, a maioria dos geoglifos recém-descobertos representam seres humanos, provavelmente guerreiros – outras mostram aves e felinos. Além disso, as linhas de Nazca só podem ser vistas de cima, enquanto as figuras Paracas e Topará foram feitas inclinadas em colinas e podiam ser vistas pelos povos que viviam por perto.

Desenhos recém-descobertos teriam sido feitos em diferentes épocas Luis Jaime Castillo

Segundo o arqueólogo Luis Jaime Castillo, um dos responsáveis pela descoberta, os desenhos “podiam ser vistos a partir de uma certa distância, mas com o tempo foram completamente apagados”. Muitas dessas linhas são tão fracas que não podem ser enxergadas pelo olho humano no nível da superfície.

Os desenhos de Palpa se unem às 800 figuras reconhecidas como Patrimônio da Humanidade, descobertas em 1927 após um sobrevoo na mesma região. Elas teriam sido feitas pela civilização Nazca, que usava ferramentas simples para remover as pedras do chão e formar traços rasos. O clima seco e sem ventos da região preservou a maioria das linhas.

Linhas de Nazca já conhecidas representam formas geométricas, plantas e animais Wikimedia Commons

Com a nova descoberta, os especialistas esperam encontrar pistas sobre o significado das misteriosas linhas. “Esses novos desenhos mostram que a prática é uma tradição que precede a cultura Nazca, o que abre portas para novas hipóteses a respeito de sua função e significado”, afirma o arqueólogo Johny Isla.

As linhas de Nazca são um dos maiores enigmas da Arqueologia. Alguns pesquisadores acreditam que elas foram feitas como uma oferenda para os deuses – cada figura teria um significado diferente, como água, fertilidade e saúde. Outros sugerem que as figuras são um grande observatório astronômico ou um calendário.

Letícia Yazbek


Leia Mais:

Receba em Casa

Vídeos

Mais Lidas

  1. 1 Crianças que nasceram como resultado do horrível programa Há 82 anos, nazistas começavam seu repugnante programa de ...
  2. 2 Os quatro milênios da Babilônia
  3. 3 Uma tempestade chamada Pagu
  4. 4 Inquisição: A fé e fogo
  5. 5 Marginália: As alucinadas ilustrações dos livros medievais