Notícias » Arqueologia

O homem rico da Era Medieval que foi enterrado com um pente para a barba

Os restos mortais do homem foram encontrados em um túmulo com armas e o esqueleto de um cavalo

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 18/10/2021, às 15h29

Pente utilizado pelo homem
Pente utilizado pelo homem - Divulgação / Escritório de Proteção de Monumentos da Bavária

O restos de um homem que morreu há 1.500 anos, quando tinha entre 40 e 50 anos de idade, foi encontrado no que hoje é a região da Bavária, na Alemanha. 

Acredita-se que ele tenha sido um guerreiro vaidoso, que se importava  com sua própria aparência, usando um pente, com o qual foi enterrado, e possivelmente uma tesoura de marfim para cortar sua barba, segundo arqueólogos. A descoberta foi repercutida pela Live Science.

Além do corpo do guerreiro, encontrado em um túmulo com a tesoura, o pente, armas e o esqueleto de um cavalo, os cientistas descobriram outra cova, com os restos de uma mulher que tinha entre 30 e 40 anos, e também levava uma vida luxuosa.

No túmulo da mulher tinha joias, comida e uma tigela de cerâmica vermelha que o Escritório de Proteção de Monumentos da Bavária (BLfD) acredita ter vindo da África. 

Ambas as covas foram encontradas pelos cientistas perto da cidade de Nördlinger, em uma cratera de impacto com 26 quilômetros de diâmetro, feita por um meteoro, segundo estudo conduzido pela NASA em 1960.