Notícias » Arqueologia

Ovo de galinha de mil anos é descoberto conservado em fezes humanas em Israel

Investigando uma fossa do período bizantino, arqueólogos se depararam com o raro artefato em perfeito estado de preservação

Alana Sousa Publicado em 10/06/2021, às 12h45

Imagem do ovo de galinha encontrado em fossa antiga
Imagem do ovo de galinha encontrado em fossa antiga - Divulgação/Autoridade de Antiguidades de Israel

Uma escavação na cidade de Yavne, em Israel, revelou uma descoberta impressionante: um ovo de galinha de mil anos que foi preservado em fezes humanas. O achado raro foi anunciado pela Autoridade de Antiguidades de Israel, na última quarta-feira, 9.

Primeiramente, os arqueólogos se depararam com uma antiga fossa, datada do período bizantino, entre os séculos 4 e 7. Investigando o buraco, os especialistas localizaram o ovo em perfeito estado de conservação.

[Colocar ALT]
O ovo de galinha / Crédito: Autoridade de Antiguidades de Israel

A raridade da descoberta existe, pois, os ovos de galinha são frágeis, devido a sua casca fina. Então, para o item sobreviver um milênio sem sofrer nenhum dano, é algo extremamente valioso para os estudiosos.

Grande parte da gema do ovo foi enviada para testes laboratoriais e serão investigados mais a fundo no futuro, já a clara do ovo não foi preservada devido a uma pequena rachadura na casca do objeto.

Ainda não é possível determinar como o ovo de galinha foi parar no fundo da fossa e, além do artefato, três bonecos feitos de ossos também foram encontrados e encaminhados para mais estudos.

Sobre arqueologia

Descobertas arqueológicas milenares sempre impressionam, pois, além de revelar objetos inestimáveis, elas também, de certa forma, nos ensinam sobre como tal sociedade estudada se desenvolveu e se consolidou ao longo da história. 

Sem dúvida nenhuma, uma das que mais chamam a atenção ainda hoje é a dos egípcios antigos. Permeados por crendices em supostas maldições e pela completa admiração em grandes figuras como Cleópatra e Tutancâmon, o Egito gera curiosidade por ser berço de uma das civilizações que foram uma das bases da história humana e, principalmente, pelos diversos achados de pesquisadores e arqueólogos nas últimas décadas.