Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Pandas gigantes

Pandas gigantes que habitaram Europa há 6 milhões de anos são revelados por fósseis

Dentes desenterrados na Bulgária permitiram que cientistas identificassem os animais pré-históricos gigantes

Redação Publicado em 02/08/2022, às 13h58

Ilustração do panda gigante da espécie Agriarctos nikolovi - Divulgação/Velizar Simeonovski, Chicago
Ilustração do panda gigante da espécie Agriarctos nikolovi - Divulgação/Velizar Simeonovski, Chicago

Pesquisadores da Bulgária puderam identificar pandas gigantes que habitaram a Europa há 6 milhões de anos por meio de fósseis de dois dentes desenterrados no país no final da década de 1970, revisitados em um novo estudo.

No artigo publicado no domingo, 31, na revista Journal of Vertebrate Paleontology, os cientistas contam como o dente — um carnassial superior e um canino superior — ficaram sob posse do Museu Nacional de História Natural da Bulgária.

Como os materiais foram originalmente catalogados pelo paleontólogo Ivan Nikolov, ele foi homenageado no nome da espécie, batizada de Agriarctos nikolovi, um grupo “mais evoluído” de pandas europeus.

“Embora não seja um ancestral direto do gênero moderno do panda-gigante, é seu parente próximo”, explicou Nikolai Spassov, professor da instituição, em nota.

Acredita-se que os animais pré-históricos tenham vivido em pântanos florestais no leste europeu durante o Mioceno, cuja extinção teria sido causada principalmente devido às mudanças climáticas do final do período histórico, que tornaram o habitat árido.

Dieta vegetariana

Dentição de pandas gigantes / Crédito: Divulgação/Qigao Jiangzuo

No estudo, os paleontólogos apontaram ainda como os pandas provavelmente tinham uma dieta vegetariana, o que pode ter acontecido por conta da convivência com outros grandes predadores em uma “competição” por alimento.

“A provável competição com outras espécies, especialmente carnívoros e presumivelmente outros ursos, explica a especialização alimentar mais próxima dos pandas gigantes aos alimentos vegetais em condições de floresta úmida”, ressaltou Spassov.

Ainda assim, o animal não dependia de bambu como os pandas de hoje — eles se alimentavam de materiais vegetais mais macios pois não tinham dentes tão fortes, capazes de esmagar a planta.

Foi o que detalhou o professor: "Mesmo que A. niklovi não fosse tão especializado em habitats e alimentos como o panda-gigante moderno, os pandas fósseis eram suficientemente especializados e sua evolução estava relacionada a habitats úmidos e arborizados”.

"Esta descoberta mostra quão pouco ainda sabemos sobre a natureza antiga e demonstra também que descobertas históricas em paleontologia podem levar a resultados inesperados, ainda hoje”, acrescentou Spassov.


+O site Aventuras na História está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir!