Notícias » Personagem

Papa Francisco se pronuncia a favor das comunidades indígenas

"É preciso proteger indígenas contra empresas", afirmou papa Francisco em apelo em defesa ao meio ambiente

Giovanna de Matteo Publicado em 01/09/2020, às 10h07

Registro fotográfico do Papa Francisco
Registro fotográfico do Papa Francisco - Getty images

Em mensagem ao Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, celebrado pela Igreja Católica no dia 1º de setembro, o Papa Francisco fez um apelo à defesa do meio ambiente e afirmou que "é preciso proteger as comunidades indígenas das empresas", direcionando o recado especialmente para as grandes multinacionais.

Na mensagem publicada, ele alega que "a extração perniciosa de combustíveis fósseis, minerais, madeira e produtos agroindustriais, fazem nos países menos desenvolvidos aquilo que não podem fazer nos países que lhes dão o capital", e ainda acrescentou que essas práticas fazem parte de um "novo tipo de colonialismo, que explora vergonhosamente comunidades e países mais pobres a braços com uma busca desesperada de desenvolvimento econômico".

Em mais uma cutucada às multinacionais, ele diz que "É necessário consolidar as legislações nacionais e internacionais, para que regulamentem as atividades das empresas extrativas e garantam o acesso à justiça aos prejudicados".

O Pontífice também cobrou que os países respeitassem Acordo de Paris sobre o clima, que busca limitar o desenvolvimento do aquecimento global, e aproveitou para exprimir seu desejo de que os países adotassem metas nacionais para reduzir as emissões de poluentes.  Além disso, o Papa ressaltou os problemas que a avidez desenfreada do consumo vem causando no planeta, citando a desintegração da biodiversidade, o aumento de catástrofes climáticas e o impacto da pandemia atual nos mais pobres e indefesos. "Nossos estilos de vida forçam o planeta para além dos seus limites. A procura contínua de crescimento e o ciclo incessante da produção e do consumo estão a extenuar o ambiente", disse.