Notícias » Estados Unidos

Para tentar barrar publicação de livro de sobrinha, família de Trump entra na Justiça

Mary Trump promete mostrar um “retrato revelador e autoritário de Donald J. Trump e da família tóxica que o criou” em sua obra

Alana Sousa Publicado em 25/06/2020, às 12h00

Donald Trump, presidente dos EUA
Donald Trump, presidente dos EUA - Wikimedia Commons

A família de Donald Trump, presidente dos EUA, entrou na última terça-feira, 23, na Justiça com um pedido de suspensão da publicação do livro da sobrinha do político, Mary Trump. A obra, intitulada, Too Much and Never Enough: How My Family Created the World's Most Dangerous Man (Muito e Nunca Suficiente: Como Minha Família Criou o Homem Mais Perigoso do Mundo), promete revelar segredos da família e traços da personalidade do líder americano.

A informação foi confirmada pelo advogado, de Mary, Ted Boutros, à NBC News. “O presidente Trump e seus irmãos estão tentando suprimir um livro que discutirá assuntos de extrema importância pública. Eles estão buscando essa restrição prévia ilegal porque não querem que o público saiba a verdade”, afirmou Boutros em comunicado.

Trump por sua vez, disse que a sobrinha “não tinha permissão para escrever um livro” e ainda alegou que a mulher teria assinado um documento em que aceitava não falar nada, referindo-se a informações de família e segredos desconhecidos do grande público.

Essa não é a primeira vez que Mary e Trump brigam legalmente, em 2000, eles entraram com um pedido para reaver a propriedade do avô. A mulher também alegara previamente que Trump e seus irmãos cortaram a assistência médica de sua família, o que causou muito sofrimento, pois, ela tem um filho com distúrbio neurológico.