Notícias » Ciência

Peixe boi de 20 milhões de anos é encontrado no Canal do Panamá

Espécie é o mais antigo mamífero marinho encontrado na América Central

Mariana Ribas Publicado em 22/02/2019, às 14h15

Entenda
Entenda - Reprodução/Scientific American

Durante uma pesquisa arqueológica no canal do Panamá, o curador do Museu de História Natural dos Estados Unidos, Steven Manchester, encontrou um esqueleto de um peixe-boi extinto, de 20 milhões de anos. Os restos são o mais antigo exemplo de mamífero marinho já encontrado na América Central.

Segundo os pesquisadores, o esqueleto, que tem um comprimento de 4,5 metros, provavelmente não pertencia a um animal adulto, por causa de suas presas pequenas. Os crânios e vértebras foram analisados e indicaram que se trata da espécie Culebratherium alemani, prima do dugongo (peixe-boi) moderno.

Os estudiosos acreditam que o animal tenha chegado ao canal vindo do lado oeste do Atlântico e também do Caribe. 

Reprodução

De acordo com Aaron Wood, líder da pesquisa, "hoje, o Panamá é a junção de dois continentes, e é aí que temos uma mistura de mamíferos entre as Américas do Norte e do Sul...No início do Mioceno, quando esse peixe-boi viveu, não era uma conexão terrestre, mas uma marítima entre o Atlântico e o Pacífico."