Notícias » Estados Unidos

Pesquisadores descobrem curioso dinossauro de 66 milhões de anos com garras

As garras do dinossauro chamam atenção por ser uma das mais bem conservadas já encontradas nos EUA

Wallacy Ferrari Publicado em 14/07/2020, às 13h24

Reprodução do corpo do Trierarchuncus prairiensis
Reprodução do corpo do Trierarchuncus prairiensis - Divulgação/Badlands Dinossaur Museum

Uma equipe de paleontólogos do Badlands Dinossaur Museum conseguiu reconhecer garras coletadas na formação geológica Hell Creek, nos Estados Unidos, e concluíram que trata-se da espécie de dinossauro da família Alvarezsauridae (terópodes). De acordo com os pesquisadores, o animal viveu no período Cretáceo, datado em aproximadamente 66 milhões de anos.

Com o nome científico de Trierarchuncus prairiensis, acredita-se que o animal era pequeno, tendo de um a três metros de comprimento, e se alimentava principalmente de insetos de insetos. As patas dianteiras, excepcionalmente curtas, eram compostas de enormes garras hipertrofiadas, relacionadas ao achado arqueológico.

As garras, catalogadas e reproduzidas por paleontólogos / Crédito: Divulgação/Badlands Dinossaur Museum 

 

Mais curvadas do que o inicialmente considerado, os ganchos que formam as garras eram essenciais para o dinossauro cavar e destruir árvores em busca de insetos. O estado de conservação das garras chama a atenção dos pesquisadores, que afirmam no estudo que a peça é uma das mais completas já vistas na paleontologia referente a essa família.

Suas patas traseiras, bastante compridas, completavam os membros de seu corpo, repleto de penas primitivas. O animal é característico da América do Sul e Ásia, tendo poucos de sua família sendo encontrados na América do Norte. De acordo com o portal Sci-News, o animal pode ter sido um dos últimos dinossauros vivos extintos durante a Extinção do Cretácio-Paleogeno.