Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Gal Costa

Por que jornalista pediu autopsia de Gal Costa?

Entenda o motivo pelo qual uma jornalista está liderando um movimento para exigir autópsia do corpo de Gal

por Giovanna Gomes

ggomes@caras.com.br

Publicado em 07/07/2023, às 13h10 - Atualizado às 16h40

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
A cantora Gal Costa - Getty Images
A cantora Gal Costa - Getty Images

A jornalista Hildegard Angel está liderando um movimento para exigir a realização de uma autópsia no corpo de Gal Costa, a fim de esclarecer a causa de sua morte.

No Instagram, Hildegard escreveu: "Dadas as recentes revelações, os fãs de Gal Costa pedem ao Ministério Público que faça uma autópsia já. O mal súbito da cantora não nos convence." Gal faleceu aos 77 anos em 9 de novembro do ano passado, mas até o momento a causa da sua morte não foi divulgada.

Uma reportagem publicada na edição de julho da revista Piauí apresenta acusações feitas por ex-funcionários e amigos da artista contra Wilma Petrillo, viúva e empresária da cantora.

Acusações contra a viúva

Segundo a Folha de S.Paulo, Wilma é acusada de assédio moral, ameaças e práticas financeiras questionáveis, além de ser apontada como responsável pela falência da cantora. A empresária não se pronunciou quando procurada pela revista.

"Já que há desconfianças sobre as pessoas que cercam Gal Costa, acho que é adequado que seja realizada uma autópsia para saber a causa da morte. Ela é uma personalidade nacional e internacional, e não há nenhuma afirmação assertiva sobre o que causou a sua morte ", diz a jornalista à coluna.

"É uma obrigação não só cultural, mas histórica nos dizer efetivamente do que ela morreu", prossegue Hildegard. Ela ainda destaca que foi um "relaxamento, um desleixo" que a autópsia não tenha sido feita.

De acordo com a fonte, a profissional, no entanto, pondera que não se pode acusar ninguém porque isso seria uma "blasfêmia". Entretanto diz que "justamente para que não sejam cometidas injustiças, é importante ter uma análise científica do motivo da morte da Gal".

Participação cancelada

No fim de semana anterior à sua morte, Gal Costa deveria ter se apresentado no festival Primavera Sound, realizado em São Paulo. No entanto, sua participação no evento foi cancelada de última hora.

Segundo a equipe da artista, a cantora precisava se recuperar após passar por uma cirurgia de remoção de um nódulo na fossa nasal direita e, por recomendação médica, ficaria afastada dos palcos até o final de novembro.

A cirurgia foi realizada em setembro, logo após sua participação em outro festival de música em São Paulo, o Coala. Desde então, Gal Costa não retornou aos shows, embora já tivesse datas marcadas para a turnê "As Várias Pontas de uma Estrela" em dezembro e janeiro.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!