Notícias » Israel

Povos antigos do Israel tinham cobras e lagartos como parte de sua alimentação, revela estudo

A pesquisa buscou entender os hábitos alimentares da cultura natufiana, que viveu há 15 mil anos

Alana Sousa Publicado em 10/06/2020, às 13h00

Imagem meramente ilustrativa de uma cobra
Imagem meramente ilustrativa de uma cobra - Divulgação/Pixabay

Um novo estudo, publicado hoje, 10, na revista científica Scientific Reports, revelou um curioso hábito alimentar de povos antigos do Israel. Há mais de 10 mil anos, cobras, largatos e outros répteis integravam o cardápio da cultura natufiana.

“Desde o início, nossas escavações no local de el-Wad Terrace revelaram muitos ossos de cobras e lagartos, geralmente as vértebras. Nós os encontramos quase todos os dias. Ficamos muito curiosos para entender se as pessoas os comeram ou se chegaram lá por algum outro processo”, afirmou um dos autores do estudo Reuben Yeshurum.

O assentamento, localizado próximo do Monte Carmelo, no distrito de Haifa, estava repleto de esqueletos de animais, assim como utensílios de pedra. Além dos répteis, os pesquisadores chegaram à conclusão de que eles também comiam pequenos pássaros. Para a análise dos ossos de animais, foram usados estudos tafonômicos, que buscaram identificar como tal ossada se deteriorou e, assim entender um pouco de seu passado.

Escavação em Israel / Crédito: Divulgação

“Eles realmente precisavam apresentar vários métodos para obter alimentos. Uma das coisas que eles fizeram foi capturar e comer quase tudo. Agora podemos adicionar um novo item ao menu deles”, escrevem os autores no texto publicado.

Os povos da cultura natufiana viveram entre a transição do período paleolítico e neolítico, há 15 mil anos. Desde então vestígios de seus costumes são encontrados com grande frequência. Os autores da pesquisa agora se dedicarão a estudar uma caverna de enterro: “Será interessante ver se alcançamos resultados semelhantes nos ossos coletados lá”.