Notícias » Personagem

Princesa Margaret, irmã de Elizabeth II, se assustou com múmias do Egito

O curioso episódio foi revelado pelo egiptólogo Zahi Hawass ao comentar sobre o 'desfile de múmias' que será realizado no próximo sábado, 3

Redação Publicado em 01/04/2021, às 18h49 - Atualizado às 19h33

Princesa Margaret em evento realizado no ano de 2002
Princesa Margaret em evento realizado no ano de 2002 - Getty Images

Anualmente, o Egito proporciona uma verdadeira viagem no tempo ao revelar descobertas arqueológicas que remetem a civilização que prosperou às margens do Nilo. E em 2021 não seria diferente.

Conforme divulgado pelo Museu do Cairo, através da agência de notícias AFP, um total de 22 múmias que pertencem a reis e rainhas da antiga civilização serão exibidas ao público através de um desfile impressionante marcado para o próximo sábado, 3. 

De acordo com o que foi divulgado pela agência, todo o percurso será feito entre o Museu do Cairo (onde se encontram atualmente) e o Museu Nacional da Civilização Egípcia, no sul do Egito, com inauguração marcada para o dia do evento. 

Em entrevista à agência, o egiptólogo Zahi Hawass comentou o que motivou a instituição a promover o cortejo. Como o clima - considerado por alguns como 'tétrico' -, da instituição acaba por amedrontar alguns visitantes, a ideia é apresentar os importantes membros das antigas dinastias egípcias de maneira 'bonita'.

"Pela primeira vez, as múmias serão apresentadas de uma maneira bonita, para fins educacionais", explicou Zahi a agência à AFP, conforme repercutido pelo portal de notícias UOL. E um desses visitantes era nada mais, nada menos, que a princesa Margaret, irmã da monarca Elizabeth II. O profissional relembrou o cômico episódio ao veículo.

“Jamais esquecerei quando levei (a princesa) Margaret, irmã da Rainha Elizabeth II, ao museu, ela fechou os olhos e saiu correndo”, explicou Zahi.

Sobre o desfile

Diante das descobertas impressionantes feitas no país, o desfile vem como uma oportunidade de apresentar o passado ao público. O desfile, que apresentará múmias seguindo a ordem do período em que viveram, também conta com o nome de cada e uma decoração que remonta a época em que os reis viveram. 

Previsto para durar 40 minutos, além de contar com as famosas múmias de Ramsés II e Hatshepsut, o desfile será iniciado com o faraó Sekenenré Taá, que englobou a 17ª dinastia, enquanto o ato final do evento ficará responsável por Ramsés IX, que pertenceu a 20ª dinastia. 

E antes que você questione, as múmias serão transportadas de maneira segura. O profissional adiantou à agência que os restos dos faraós contarão com o apoio do nitrogênio, num processo que muito se parece com a atual estadia das múmias no museu original.

Além disso, os automóveis responsáveis por apresentar os faraós ao público contam com uma função que tem como objetivo evitar maiores impactos. O evento será transmitido em rede nacional.