Notícias » Brasil

Raro peixe-lua morre após ser encontrado em praia no Piauí

Acredita-se que o animal das profundezas do mar tenha sido empurrado por uma forte correnteza, mas chegou com vida na costa

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 05/07/2021, às 10h28

Visitantes da praia tiram foto com peixe-lua
Visitantes da praia tiram foto com peixe-lua - Divulgação / TV Globo

Um raro peixe-lua morreu pouco após ser encontrado encalhado na Praia do Coqueiro, localizada em Luís Correia, no Piauí, na última quinta-feira, 1.

Conhecido como o maior peixe ósseo, ele costuma trafegar pelo mar a cerca de 700 metros de profundidade, sendo raro de encontrar em praias, como informa a revista Istoé.

O animal chegou a ser coletado por pesquisadores do Instituto Tartarugas do Delta, quando ainda estava vivo e se rebatendo lentamente.

Os exames chegaram a analisar a espécie e o colocar em uma câmara fria para tentar recuperá-lo, sem sucesso. Agora, poderá ser usado em pesquisas futuras.

Com aproximadamente 1,5 metro de comprimento, os pesquisadores acreditam que a aparição incomum tenha ocorrido por conta de uma correnteza muito forte, capaz de empurrá-lo até a praia.

Ao ser observado com vida por visitantes, um grupo se mobilizou para solicitar o apoio de autoridades especializadas.

Em entrevista ao portal G1, a bióloga Verlane Magalhães, do Instituto Tartarugas do Delta, explicou que o corpo não será descartado pela qualidade da conservação.

“Ele foi recolhido e armazenado em uma câmara fria para servir como material didático, através do Ecomuseu. Já encontramos outras vezes, mas as carcaças em decomposição nas praias”, comentou.