Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Recém-nascido

Recém-nascido morre após ser atingido por celular que pai tentou jogar na esposa

Polícia Civil de Goiás investiga pai que matou o próprio filho recém-nascido após o acertar com um celular

Redação Publicado em 04/10/2022, às 13h23

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Imagem meramente ilustrativa - Divulgação/ Freepik/ jcomp
Imagem meramente ilustrativa - Divulgação/ Freepik/ jcomp

A Polícia Civil de Goiás analisa o caso de um pai, que é acusado de matar o filho de apenas dois meses, em Valparaíso, Goiás, após tentar jogar um celular na sua esposa e acertar o recém-nascido.

Segundo informações do UOL, o caso foi registrado pelas autoridades na quinta-feira, 19, assim que os pais da criança, que não tiveram os nomes revelados, encaminharam ele até um hospital localizado em Santa Maria. Durante esse tempo, o bebê ficou internado no local, mas acabou falecendo no último sábado, 1º.

Entenda o ocorrido

O homem foi levado até a delegacia pelos policiais para falar sobre caso. Ao decorrer do interrogatório, ele declarou que discutiu com a mulher após entrarem em um carro de aplicativo e colocar o filho em um bebê conforto ao lado dela.

A discussão começou assim que o homem viu que a mulher recebeu uma mensagem no seu celular, após achar a mensagem suspeita, ele arremessou o aparelho e acabou acertando a criança.

Samya Barros, delegada a frente do caso, cedeu uma entrevista ao veículo mencionado anteriormente, falando que: "Ele disse que lançou o aparelho com intenção de quebrar, mas acabou lançando na criança e resultando na tragédia".

Ainda segundo a autoridade, os pais da criança informaram que esqueceram de pegar o celular de volta do carro. O aparelho já foi recuperado pelas autoridades e será enviado para perícia.

Após os policiais conversarem com o motorista, que preferiu não se identificar, Barros contou que: "Ele confirmou que ouviu os dois discutindo, não ouviu a informação de que o bebê estava dormindo no bebê conforto, mas que eles estavam discutindo e ele lançou o celular e atingiu a criança".

O homem está sendo acusado de lesão corporal seguida de morte. Entretanto, o suspeito responde às acusações em liberdade devido ter prestado socorro à criança e ter realizado o seu depoimento à polícia.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!