Notícias » México

Sauna asteca usada para purificação é encontrada no México

Datado do século 14, o local era utilizado pela população antes de partos, depois de batalhas e para adoração de deusas

Isabela Barreiros Publicado em 23/01/2020, às 07h00

A sauna asteca encontrada
A sauna asteca encontrada - Instituto Nacional de Antropologia e História da Cidade do México (INAH)

Uma sauna utilizada pelos astecas, que remonta do século 14, foi encontrada no México. Ela foi escavada em um sítio arqueológico localizado no bairro de La Merced, na Cidade do México. De acordo com Instituto Nacional de Antropologia e História da Cidade do México (INAH), o local tem cinco metros de comprimento e três de largura, contendo uma banheira e um banco. 

Os arqueólogos acreditam que o local era utilizado no intuito de garantir uma “purificação espiritual” de seus corpos, visto que a consequência de ir em um local muito quente geralmente é a transpiração. Desse modo, ocorreria a limpeza física.

Crédito: Instituto Nacional de Antropologia e História da Cidade do México (INAH)

 

Os temazcals, como são chamados, poderiam ser utilizados após uma grande batalha, a fim de tirar as impurezas dos guerreiros, e também antes do nascimento de crianças. Acreditava-se que a prática poderia ajudar na hora de dar a luz. Registros históricos levantam a tese de que Quetzalmoyahuatzin, uma dama da nobreza, teria se banhado no local antes de seu parto.

Além disso, rituais também faziam parte das funções da sauna. Dentro dela, os astecas realizavam cerimônias de adoração a deusas femininas. Ixcuina, a deusa do trabalho, Tlazolteotl, do vício e Ayopechtli, do parto, são alguns exemplos de divindades cultuadas.