Notícias » Brasil

Suposto assaltante apanha da vítima e faz B.O denunciando agressão

Após uma tentativa de assalto, a vítima e o possível assaltante se encontraram em um pronto-socorro da região e protagonizaram um inusitado acontecimento

Isabela Barreiros Publicado em 06/01/2020, às 16h58

Imagem meramente ilustrativa de um carro de polícia
Imagem meramente ilustrativa de um carro de polícia - Getty Images

Umuarama, no Paraná, foi palco de um acontecimento peculiar na última sexta-feira, 3. Dois homens fizeram queixa na polícia depois do mesmo evento — um deles suspeito de assaltar o segundo, foi denunciado por essa tentativa de roubo, já o outro, por agressão ao tentar se defender.

No começo da noite, a polícia militar da cidade recebeu um chamado de um homem que alegava ter visto duas pessoas pulando o muro de sua casa em uma tentativa de assalto. No entanto, eles não foram encontrados após busca feita pela PM.

Mas a história não termina aí. Mais tarde, por volta de 2h depois, os dois se encontraram por acaso em um pronto-socorro da região. O morador rapidamente lembrou do homem, que havia tentado assaltar sua casa, foi denunciá-lo.

Guilherme Schnaider, aspirante da PM que atendeu o caso, explicou ao UOL que “chegando lá, ele [o suposto assaltante] disse primeiro que tinha caído de uma motocicleta, por isso ele teria ido procurar auxílio médico, e o solicitante teria ido lá porque teria machucado a mão. Mas depois, diante do fato, ele disse que reconheceu o autor dessa possível tentativa de roubo”.

“Encaminhamos as partes para a delegacia, e chegando lá, esse primeiro autor disse que o outro cidadão, que seria a vítima do primeiro crime, teria agredido ele. Acredito eu, que o outro cidadão deve ter ficado nervoso e queira ter tentado fazer justiça e bateu no cara lá”, continuou Schnaider.

De acordo com o policial, a ocorrência ficou confusa. Depois da desordem causada pelo acontecimento, os dois foram levados ao Instituto Médico Legal (IML) para realizarem exames de corpo de delito. “Um registrou um boletim pela tentativa de roubo e o outro pela agressão”, concluiu Schnaider.