Notícias » Brasil

Suspeito de participar de estupro coletivo e assassinato da sobrinha é encontrado morto na cadeia

A menina indígena de apenas 11 anos de idade não resistiu aos ferimentos, após ter sido jogada de uma pedreira de mais de 20 metros, no Mato Grosso do Sul

Redação Publicado em 13/08/2021, às 12h25

Pedreira em Dourados, Mato Grosso do Sul
Pedreira em Dourados, Mato Grosso do Sul - Divulgação/G1

De acordo com informações publicadas na última quinta-feira, 12, pelo portal de notícias G1, foi morto na cadeia o tio de uma menina indígena de 11 anos que foi estuprada e morta, em Dourados, Mato Grosso do Sul.

A informação foi confirmada pelo delegado responsável pelo caso, Erasmo Cuba. Segundo o investigador, o homem suspeito de envolvimento no crime, tinha 34 anos e foi encontrado sem vida dentro de sua cela na Penitenciária Estadual de Dourados. Até o momento, ainda não se sabe a causa da morte.

A menina foi vítima de abuso sexual e teve o corpo jogado em uma pedreira de mais de 20 metros. Infelizmente, ao ser arremessada, a criança não sobreviveu.

De acordo com a polícia, três adolescentes e um adulto planejaram o estupro coletivo da garota indígena da etnia Guarani Kaiowá. As investigações apontaram que os adolescentes deixaram a criança bêbada e a levaram até a pedreira onde cometeram os abusos.

O tio da garotinha de 11 anos chegou ao local e também violentou a sobrinha. Os suspeitos confessaram os crimes e tiveram a prisão preventiva decretada por homicídio qualificado, feminicídio e estupro de vulnerável.