Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Ditadura Militar

USP: Alunos mortos na ditadura serão homenageados em cerimônia de diplomação

Alexandre Vannucchi Leme e Ronaldo Queiroz serão homenageados no próximo dia 15, às 15h, no Instituto de Geociência da USP

Redação Publicado em 07/12/2023, às 18h44

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Cartaz do evento que mostra os alunos Alexandre Vannucchi Leme e Ronaldo Queiroz - Divulgação/USP
Cartaz do evento que mostra os alunos Alexandre Vannucchi Leme e Ronaldo Queiroz - Divulgação/USP

No ano de 1973, Alexandre VannucchiLeme e Ronaldo Queiroz, que estudavam Geologia na Universidade de São Paulo (USP), foram assassinados durante a ditadura militar brasileira, que estava em curso no país

Agora, no próximo dia 15 às 15h, os alunos do Instituto de Geociência da USP serão homenageados em uma cerimônia de diplomação. O evento, que se trata do lançamento do Projeto Diplomação da Resistência e da diplomação dos dois alunos, será pública, e familiares e amigos dos envolvidos estarão presentes. 

Segundo repercutiu o portal de notícias G1, o Instituto de Geociência da USP, onde acontecerá o evento, localiza-se na Rua do Lago, 562, no Butantã, Zona Oeste de São Paulo. 

O cartaz do evento/ Crédito: Divulgação/USP

Outros detalhes 

Tanto Alexandre Vannuchi Leme quanto Ronaldo Queiroz foram presidentes do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da USP. O primeiro foi assassinado aos 22 anos, em São Paulo, no Destacamento de Operações de Informação — Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-Codi). Ele, que foi capturado um dia antes de seu assassinato, se tornou símbolo da luta pela liberdade. 

Com relação a Ronaldo, ele foi morto a tiros pelos repressores em 6 de abril de 1973 no momento em que se encontrava em um ponto de ônibus.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!