Notícias » Ucrânia

Zelensky cobra ONU em discurso: 'Qual é o propósito dessa organização?'

O presidente ucraniano foi direto ao falar com os líderes mundiais

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 05/04/2022, às 14h14

Volodymyr Zelensky, presidente ucraniano
Volodymyr Zelensky, presidente ucraniano - Getty Images

Volodymyr Zelensly, o presidente da Ucrânia, falou hoje ao Conselho de Segurança da ONU, e exigiu uma atitude da organização em relação ao devastador conflito iniciado pela invasão das tropas russas, que já dura 41 dias. 

Onde está a segurança que o Conselho de Segurança precisa garantir? Não está lá. Embora haja um Conselho de Segurança. Então, onde está a paz? Quais são essas garantias que as Nações Unidas precisam assegurar?", apontou o chefe de Estado. 

Para completar seu argumento, Zelensky trouxe à tona a própria Carta das Nações Unidas, um tratado assinado em 1945 que guia os princípios e objetivos da instituição internacional. 

"Gostaria de lembrá-los do Artigo 1, Capítulo 1 da Carta da ONU. Qual é o propósito dessa organização? Seu propósito é manter a paz. E agora a Carta da ONU foi violada literalmente, começando com o Artigo 1. Qual é o sentido de todos os outros artigos?", disse ele. 

O presidente da nação invadida lembrou os líderes mundiais de que ucranianos foram torturados, estuprados, executados e esmagados por tanques, algo que foi definido por ele como "os piores crimes cometidos desde a Segunda Guerra Mundial". 

Nesse contexto, Zelensky comparou as ações do Kremlin com as de "qualquer terrorista do Estado Islâmico".

Tendo tudo isso em vista, o político pediu que a Rússia perdesse sua cadeira como integrante permanente do Conselho, de forma que as Nações Unidas pudessem tomar decisões relativas à guerra que não fossem vetadas pelas autoridades russas, e os responsáveis pelo conflito fossem devidamente julgados por tribunais internacionais. 

"Se não há nada que vocês podem fazer além de conversas, dissolvam a organização", concluiu o presidente ucraniano.