Matérias » Personagem

Daniel Lambert, a curiosa trajetória do “homem mais gordo da Inglaterra”

Nascido em Leicester, o homem de 340 quilos chamou a atenção de Londres e causou enorme problema após sua morte

Fabio Previdelli Publicado em 15/05/2022, às 07h00

Daniel Lambert, o “homem mais gordo da Inglaterra”
Daniel Lambert, o “homem mais gordo da Inglaterra” - Domínio Público

Em 1806, um anúncio no jornal chamou a atenção dos moradores de Londres. Em letras garrafais a mensagem divulgava “a maior curiosidade do mundo”. Tratava-se de Daniel Lambert, que pesava cerca de 340 quilos. Por um preço, qualquer um poderia vê-lo e medir sua circunferência.

Conhecido como “o homem mais gordo da Inglaterra" em sua época, ele transformou sua condição em uma operação altamente lucrativa. Embora as pessoas pagassem para se impressionar com seu tamanho, elas ficavam boquiabertas por causa de sua inteligência e habilidade de prender a atenção de qualquer um em seus diálogos envolventes.

Se na época a obesidade era vista como uma curiosidade, Lambert conseguiu ser mais que isso, tornando-se uma lenda. Hoje, seu legado possui um peso considerável sem sua cidade natal: Leicester. 

Lambert começa a ganhar peso 

Embora Daniel Lambert tenha ficado famoso por seu peso, nem sempre ele foi obeso. Nascido em 13 de março de 1770, na cidade inglesa de Leicester, ele é descrito no livro ‘The Two-Headed Boy and Other Medical Marvels’ como um menino forte e saudável que gostava de caçar lontras, admirava corridas de cavalos, a pesca e a criação de cães.

Daniel Lambert/ Crédito: Domínio Público

Antes de se tornar “o homem mais gordo da Inglaterra”, Lambert se destacava por sua bravura e força. Em sua adolescência, por exemplo, segundo relatado no livro, ele assistia uma apresentação de ursos dançantes quando um de seus cães tentou atacar um dos animais. Ele teve que intervir e lutar contra o gigante peludo com uma vara.

Apesar de sempre tentar se manter ativo fisicamente, tudo mudou quando ele se estabeleceu num emprego sedentário. Seu pai, um carcereiro local, se aposentou no começo da década de 1970; logo Daniel assumiu seu lugar, passando horas a fio sentado em frente ao portão da prisão. 

Em 1973, ele já pesava cerca de 200 quilos, mas ainda era forte, segundo aponta o The National. O periódico diz que Lambert ainda conseguia levantar até 250 quilos de madeira e carregar dois homens nas costas enquanto nadava. Mas seu sedentarismo cobrou seu preço. 

Em 1803, um homem que visitava Leicester ouviu falar do peso de sua aparência e inventou uma desculpa para visitá-lo. Ao criado de Daniel, que atendeu a porta, ele disse que buscava conselhos sobre galos de briga. Lambert então brincou: “Diga ao cavalheiro que eu sou um galo tímido”.

Nesta época, o sujeito já tinha mais de 260 quilos. E foi justamente nessa fase que enfrentou um enorme problema: a prisão onde trabalhava estava fechando. Com o dinheiro acabando e poucas oportunidades de trabalho, Daniel Lambertdecidiu que iria se expor.

“O homem mais gordo” vai à Inglaterra

Na primavera de 1806, Lambert decidiu que iria até a Inglaterra. Porém, àquela altura, era mais fácil ele pensar do que fazer, visto que seus 320 quilos o limitavam em muitas coisas. Conforme registrado pelo English Eccentrics and Eccentricities, ele teve que construir uma carruagem especial que fosse grande o suficiente para levá-lo à capital.

[Colocar ALT]
Panfleto sobre a exibição de Lambert/ Crédito: Domínio Público

Já em Londres, colocou um anúncio no The Times com os seguintes dizeres:

"EXIBIÇÃO. — SR DANIEL LAMBERT, de Leicester, a maior curiosidade do mundo, que, aos 36 anos, pesa mais de CINQUENTA PEDRAS (14 libras por pedra)”.

“A afluência de visitantes elegantes à casa do Sr. Lambert… foi muito grande, durante os últimos dois dias”, observou um repórter do The Times depois de visitá-lo.

“Encontrar um homem de suas dimensões incomuns… possuidor de grande informação, maneiras as mais afáveis ​​e agradáveis, e uma perfeita facilidade na conversa, superou nossas expectativas, por mais altas que fossem", completou.

O repórter também observou que as mulheres eram as mais atraídas por Daniel do que os homens. Ele diz que muitas delas elogiavam o “rosto viril e inteligente de Lambert”.

Entretanto, nem todos os seus encontros foram positivos. Em ‘The Book of Wonderful Characters’, de 1869, de Henry Wilson e James Caulfield descrevem que Lambert também tinha visitantes rudes.

Uma pessoa perguntando [a Lambert], de maneira muito rude, o quanto custo de um de seus casacos, ele não respondeu”, escreveu Wilson.

“O homem repetiu a pergunta com a observação de que ele achava que tinha o direito de exigir qualquer informação, tendo contribuído com seu xelim, o que ajudaria a pagar o casaco do Sr. Lambert, bem como o resto", continua.

Lambert com uma visitante/ Crédito: Domínio Público

Quando retornou à Leicester, meses depois, Daniel Lambert já era um homem rico. Tendo se tornado, inclusive, uma espécie de herói local. Em 19 de setembro de 1806, por exemplo, o Leicester Journal descreveu com entusiasmo sua presença em uma corrida. “Entre os personagens ilustres no gramado, ficamos felizes em ver nosso velho amigo, Sr. Daniel Lambert, aparentemente com boa saúde e bom humor”. 

Ainda naquele ano, ele saiu em turnê novamente por Londres, mas agora parando em cidades menores também. Wilson aponta que “milhares contemplaram com admiração seu tamanho surpreendente”. Infelizmente, a glória de Daniel Lambert não duraria muito mais. 

O triste fim

Em junho de 1809, Lambert visitou Stamford como parte de sua turnê. Ele havia escolhido a cidade porque queria ver as corridas que eram realizadas por lá. Entretanto, aquela acabou se tornando a última parada que fez. 

Após se registrar no Waggon and Horses Inn, no dia 20 daquele mês, ele foi para a cama normalmente e se levantou no dia seguinte. Enquanto se barbeava, porém, começou a sentir falta de ar. E em questão de minutos, Daniel Lambert estava morto. Ele tinha apenas 39 anos.

Seu falecimento, aliás, acabou causando uma série de problemas, principalmente logísticos. Como pesava quase 340 quilos, retirar seu corpo da pousada e levar até o cemitério se tornou uma enorme dor de cabeça.

A Stamford Civic Society relatou que, para isso, foi necessário que uma janela do quarto fosse retirada, assim como parte da parede. Seu caixão tinha o tamanho de uma vaga de estacionamento. Para levar o caixão de Daniel Lambert até o cemitério, foram necessários mais de 20 homens. 

Daniel Lambert, o “homem mais gordo da Inglaterra”/ Crédito: Domínio Público

Os habitantes da cidade enterraram Lambert sob uma pedra paga por seus amigos, que dizia: “Em memória daquele prodígio na natureza: Daniel Lambert, um nativo de Leicester que possuía uma mente exaltada e convivial; e uma grandeza pessoal que não tinha competidor”.