Matérias » Entretenimento

Debbie Harry quase se tornou uma das vítimas de Ted Bundy: "Disse que me daria uma carona"

A atriz e vocalista do Blondie deu de cara com o assassino norte-americano em uma cena digna de filmes de terror

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 07/06/2021, às 16h51

Debbie Harry (esq.) e Ted Bundy (dir.) em montagem
Debbie Harry (esq.) e Ted Bundy (dir.) em montagem - Wikimedia Commons / National Portrait Gallery (esq.) / Florida Department of Corrections (dir.)

Blondie foi uma das mais importantes bandas de rock dos anos 70 e 80, não apenas pelos sucessos comerciais e hits conhecidos mundialmente, mas por conter uma figura feminina de peso em uma indústria repleta de marmanjos.

Debbie Harry eternizou sua voz em músicas como "One Way or Another" e "Heart of Glass", este último atingindo o topo do principal ranking musical dos EUA, a Billboard Hot 100. Contudo, a trajetória de sucesso a frente do conjunto quase foi interrompida por um encontro amedrontador.

Em 2019, a loira narrou em seu livro de memórias 'Face It' que, na década de 1970, deu de cara com Ted Bundy, um dos maiores serial-killers de todos os tempos, conhecido por seduzir e assassinar garotas nos Estados Unidos, como revela a Rolling Stone Brasil.

No carro de Bundy

Em um método idêntico aos outros casos de vítimas fatais do assassino em série, Debbie poderia ter sido uma das — pelo menos — 30 vítimas que o criminoso confessou ter executado; durante a década de 1970, ela estava buscando uma maneira de chamar um taxi para conseguir chegar até um compromisso distante.

"Eu estava tentando atravessar a cidade para um ir em clube depois do expediente quando um pequeno carro branco para e o cara me oferece uma carona. Mas continuei a sinalizar um táxi. Mas ele foi muito persistente e me perguntou para onde eu estava indo e disse que me daria uma carona", escreveu a artista.

Porém, a surpresa se deu logo na entrada; ao entrar na parte de trás do veículo, notou um péssimo cheiro, além de arranhões nos bancos.

Para aterrorizar ainda mais, as portas estavam sem maçanetas internamente. Quando percebeu que estava em uma emboscada, tinha de criar um plano para sair.

Cena da série Ted Bundy: Apaixonada por um Assassino (2020), do Prime Video / Crédito: Divulgação / Prime Video

 

Escapando com cautela

Calmamente, Debbie aproveitou o trajeto para abaixar a janela apoiando o braço por fora e alcançando a maçaneta externa. Ted Bundy notou a tentativa de abertura da porta e iniciou a realização de movimentos bruscos com o veículo, obrigando a cantora a forçar a saída com o veículo em movimentos rápidos.

"Assim que ele viu isso, ele tentou virar a esquina muito rápido, e eu saí do carro e caí no meio da rua", revelou Harry. A sequência não foi revelada pela artista na obra, mas ela explicou no livro ‘Blondie: Parallel Lives’, o que sentiu após a descoberta: "Eu tive muita sorte. Na época, eu não sabia nada sobre Ted Bundy".


+Saiba mais sobre serial killers em grandes obras disponíveis na Amazon:

Serial Killers - Anatomia do Mal: Entre na mente dos psicopatas, de Harold Schrechter (2019) - https://amzn.to/39YVlGK

De frente com o serial killer, de Mark Olshaker e John E. Douglas (2019) - https://amzn.to/2UX47R4

Lady Killers: As mulheres mais letais da história, de Tori Telfer (2019) - https://amzn.to/3c7BoPb

Mindhunter: O Primeiro Caçador de Serial Killers, de John Douglas e Olshaker Mark (2017) - https://amzn.to/2xccb7L

Ted Bundy: Um Estranho ao Meu Lado, de Ann Rule (2019) - https://amzn.to/3cauuc9

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W