Matérias » Personagem

Debbie Reynolds, Eddie Fisher e Elizabeth Taylor: o escândalo que movimentou Hollywood

Em 1955, o casal modelo da América teve o casamento estampado nas manchetes quando Fisher traiu Reynolds com a amiga íntima

Caio Tortamano Publicado em 05/04/2020, às 08h00

Debbie e Eddie no casamento deles em 1955
Debbie e Eddie no casamento deles em 1955 - Wikimedia Commons

Debbie Reynolds foi uma das artistas mais influentes de Hollywood durante a década de 50 principalmente nos filmes musicais, que movimentaram as bilheterias do cinema estadunidense durante um bom tempo. Porém, nem mesmo toda essa importância privou a protagonista de Dançando na Chuva de estar no meio de uma das maiores polêmicas que a mídia especulou no mundo hollywoodiano.

Seu marido era o cantor Eddie Fisher, dono de alguns dos hits mais icônicos dos anos 50, como Thinking of you e Oh my pa-pa. Tudo parecia bem, no entanto, a dupla, que se casou em 1955, não viva os melhores momentos. Os conflitos tomavam conta da relação e o amor parecia esvaecer todo dia.

Até que um dia, Fisher resolveu contar porque tudo estava tão diferente. Ele estava traindo sua mulher com ninguém menos que Elizabeth Taylor, uma das maiores atrizes do século e — pior — uma das amigas íntimas de Reynolds.

Os rumores dessa revelação repercutiram de maneira estrondosa por Hollywood, bem como pelos Estados Unidos. O caso foi tão negativo para Fisher que o programa de televisão do qual ele fazia parte foi simplesmente cancelado, uma vez que os veículos midiáticos e a opinião pública escolheram Debbie como a vítima da situação. Taylor, como era de se esperar, passou a ser considerada como uma "destruidora de lares".

Além de seu reconhecido talento excepcional, o caso alavancou a carreira de Reynolds em filmes de grande orçamento. Em 1959, ano do escândalo, ela participou de quatro filmes, sendo eles Como Fisgar um Marido, Prece para Um Pecador, Sem Talento Para Matar e Começou Com Um Beijo.

Já para Taylor, a relação com o ator começou em 1958, enquanto Eddie e Debbie eram os queridinhos da América. Viúva do seu casamento anterior, Elizabeth passou de pobre coitada para a mulher que traiu a própria melhor amiga.

A atriz Elizabeth Taylor, em meados de 1955 / Crédito: Getty Images

 

No entanto, o episódio não afetou, por exemplo, que seja lembrada até hoje como uma das artistas mais influentes do século 20, por seus papéis icônicos como em Cleópatra, onde ela interpretou gloriosamente a própria rainha do Egito.

Casando-se com o cantor em 1959, Elizabeth revelou anos depois que se casou somente para aliviar a dor que sentia depois de perder seu marido, Mike Todd. Elizabeth faleceu aos 79 anos, no ano de 2011 em Los Angeles.

Já Eddie Fisher morreu um ano antes, também na California, aos 82 anos. Debbie morreu de um ataque um dia depois da sua filha, também atriz, Carrie Fisher, no ano de 2016. A morte das duas foi lembrada como um dos dias mais tristes da história do cinema.


+Saiba mais sobre o tema através das obras abaixo:

Complete Short Stories, de Elizabeth Taylor (ebook) (2012) - https://amzn.to/2PuNc5k

Cleópatra, de Joseph L. Mankiewicz (DVD) (1963) - https://amzn.to/2HZVON0

As Mais Famosas Atrizes de Hollywood: 1940 a 1960 - Parte 1: Audrey Hepburn, Ingrid Bergman, Grace Kely, Debora Kerr, Ava Gardner, Claudette Colbert e outras, de Americo Luis Martins da Silva ( 2019) - https://amzn.to/2TuO24E

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du